Está em
Início > Sociedade > Aluna do ESTG cria manual para ajudar população em caso de cheias em Amarante

Aluna do ESTG cria manual para ajudar população em caso de cheias em Amarante

Uma aluna finalista do mestrado em Gestão Integrada da Qualidade, Ambiente e Segurança da Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG) do Politécnico do Porto, criou um manual que ajuda as populações ribeirinhas de Amarante a atuar em caso de cheias.

No trabalho intitulado “A relevância da perceção e da mitigação do risco de inundação nas zonas ribeirinhas do rio Tâmega na cidade de Amarante”, Sílvia Sotelo, avaliou o nível de perceção do risco de inundação dos comerciantes e habitantes da zona ribeirinha da cidade de Amarante e promoveu a implementação de medidas para minimizar os prejuízos em que incorrem nos momentos de cheias.

O Manual de Boas Práticas criado vai servir como instrumento de informação e formação para a população residente na zona de risco de inundação e define a constituição e modo de atuação de um grupo de voluntários para auxiliar essa população na remoção atempada dos bens do interior dos estabelecimentos e habitações.

Sílvia Sotelo apresenta o trabalho final de curso quarta-feira, pelas 11:00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho da Câmara Municipal de Amarante,

A questão da prevenção das cheias é uma das prioridades do Município de Amarante, uma vez que estes episódios têm sido verificados ao longo dos tempos, causando grandes transtornos aos comerciantes e habitantes da zona ribeirinha e à população da cidade, como aconteceu, no início do ano de 2018, em que o caudal do Rio Tâmega subiu de forma acentuada.

 

Top