Está em
Início > Destaque > Amarante acolhe projeto-piloto a nível europeu de incubação de projetos sociais

Amarante acolhe projeto-piloto a nível europeu de incubação de projetos sociais

Amarante vai acolher uma incubadora regional de inovação social (IRIS), um projeto-piloto a nível europeu apoiado pelo Instituto do Banco Europeu de Investimento (BEI) e por fundos comunitários, foi hoje anunciado naquela cidade.

Segundo os promotores do projeto, que destacam o caráter inovador em termos europeus, a incubadora vai funcionar nas Instalações do Instituto Empresarial do Tâmega (IET), contando com o envolvimento da Rede de Parques de Ciência e Tecnologia e de Incubadoras – Portus Park.

Na sessão de apresentação, realizada hoje numa numa unidade hoteleira de Amarante, Francisco de Paula Coelho, representante do Instituto do Banco Europeu de Investimento, anunciou que aquela instituição vai apoiar a nova incubadora com 210.000 euros, até 2020, por considerar que se trata de um projeto que vai permitir “gerar e alavancar ideias inovadoras e potenciar sinergias” no domínio das políticas sociais.

Assinalou ainda que se o projeto tiver sucesso, é objetivo replicá-lo noutras regiões do país e da Europa.

Falando para representantes do tecido empresarial e autarcas da região do Tâmega e Sousa, o representante do BEI anunciou que se prevê que a incubadora promova um evento anual que reunirá e premiará projetos empreendedores de toda a Europa.

Do lado da Portus Park, interveio o seu presidente José Novais Barbosa, que destacou a vantagem de a nova incubadora poder beneficiar do “ecossistema” que integra 14 parques empresariais e incubadoras na região norte.

José Luis gaspar incubadora social IRIS

O presidente da Câmara de Amarante, José Luís Gaspar, considerou que o projeto IRIS “é um orgulho, mas também uma responsabilidade para o concelho” e vai ser importante “para o desenvolvimento regional”.

“Esperamos estar à altura de criar todas as condições para que o projeto seja um verdadeiro sucesso a nível europeu”, afirmou o autarca. A Câmara de Amarante também é parceira da IRIS.

O projeto vai também ser apoiado com uma verba comunitária de 500.000 euros, no âmbito de uma candidatura aprovada pelo programa Portugal Inovação Social.

Os promotores do projeto explicaram hoje que a incubadora, que terá como raio de ação a região do Tâmega e Sousa, vai compreender as componentes de captação e aceleração de ideias, contando para o efeito com três colaboradores a tempo inteiro.

Foi também anunciada a realização de um concurso de ideias e mecanismos que promovam a sua internacionalização.

Anualmente, também se prevê a promoção de um torneio destinado a distinguir e premiar as melhores ideias.

 

 

Top