Associação para o Desenvolvimento Social da Freguesia de Margaride dá resposta a 63 utentes

A Associação para o Desenvolvimento Social da Freguesia de Margaride ((ADSFM), em Felgueiras, dá resposta a 53 utentes, distribuídos por três valências: creche, o centro de atividades de tempos livres (CATL) e o serviço de apoio domiciliário (SAD).

Segundo Orquídea Carvalho, técnica de infância da instituição, a creche tem capacidade para 33 utentes, o centro de atividades de tempos livres para 20 utentes e o serviço de apoio domiciliário tem uma capacidade de resposta para 10 utentes.

Ao Expresso de Felgueiras, a técnica afirmou que a (ADSFM) desde a sua constituição, em 22 de outubro de 1997, tem trabalhado em prol da criação de respostas que visem colmatar as necessidades e insuficiências dos utentes da associação.

A instituição criou de raiz uma creche designada de “Creche Albuquerque e Carvalho” direcionada para acolher 33 crianças, de idades compreendidas entre os 4 e os 36 meses de idade, que se encontra sedeada na Rua do Montinho, perto da empresa triple Marfel.

Segundo Orquídea Carvalho, a valência de creche além de prestar cuidados relativos à higiene, alimentação, segurança, conforto e bem-estar às crianças desenvolve uma componente educativa ativa.

É orientada por profissionais especializados que, através das suas práticas e métodos pedagógicos, procuram estimular o desenvolvimento integral e harmonioso das crianças, respeitando as suas caraterísticas e necessidades pessoais.

O Centro de Atividades de Tempos Livres (CATL) é uma valência dirigida às crianças a partir dos seis anos, de carácter extracurricular e de prolongamento que frequentem o 1.º ciclo.

Tem como objetivo principal o apoio ao estudo e o desenvolvimento de atividades de animação sociocultural para as crianças. Encontra-se sedeado numa sala na Escola Básica n.º1 de Felgueiras, na Rua dos Bombeiros Voluntários.

Já o Serviço de Apoio Domiciliário (SAD) é uma resposta social que consiste na prestação de cuidados individualizados e personalizados no domicílio, a indivíduos, idosos e famílias que, por motivo de doença, deficiência ou outro impedimento, não podem assegurar temporária ou permanentemente a satisfação das suas necessidades básicas e/ou as atividades da vida diária.

A associação presta apoio domiciliário nas freguesias de Regilde, Torrados, Jugueiros, Margaride, Lagares.

Simultaneamente, a ADSFM desenvolve e promove ações de prevenção e exclusão social na lógica de uma ação de prevenção e de intervenção social.

Neste âmbito, a associação estabeleceu um protocolo de cooperação com a Fundação AMI e recebe racionalmente géneros alimentares provenientes do Fundo Europeu de Auxilio que são distribuídos às pessoas mais carenciadas. Estes bens são, posteriormente entregues às famílias e/ou indivíduos, que se inscreveram previamente e que foram sujeitos a uma avaliação técnica da situação de precariedade económica do agregado familiar.

A ADSFM é uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), reconhecida como pessoa coletiva de utilidade pública, sem fins lucrativos, de índole e benefício social.

A instituição nasceu da boa vontade e iniciativa expressa da Junta de Freguesia de Margaride e de outras pessoas do município tem por objetivo o desenvolvimento social, cultural, recreativo e desportivo de âmbito nacional.