Está em
Início > Destaque > AUTÁRQUICAS: Jantar da coligação “Novo Rumo” reuniu cerca de 700 apoiantes

AUTÁRQUICAS: Jantar da coligação “Novo Rumo” reuniu cerca de 700 apoiantes

A coligação “Novo Rumo”, que integra o CDS-PP e o partido “Nós Cidadãos”, promoveu, no sábado, um jantar de apoio à candidatura do jurista Rui Miranda à Câmara de Felgueiras, que juntou na Escola Secundária de Felgueiras mais de 700 pessoas, segundo dados organização.

Novo Rumo 2017 Rui Miranda jantar secundária4

Partilhando o palco com os vários candidatos aos órgãos autárquicos, Rui Miranda lembrou que aquela coligação tem uma “ideologia e uma forma diferente de estar em Felgueiras”, reunindo pessoas que vão desde a direita à esquerda e independentes, que estão “por amor à terra”.

Novo Rumo 2017 Rui Miranda jantar secundária3

“O nosso partido é Felgueiras e os felgueirenses”, afirmou.

Rui Miranda começou por sublinhar a paridade das listas desta coligação, salientando que a lista à assembleia municipal tem mesmo mais mulheres que homens.

Afirmando ter os jovens como uma prioridade, o candidato revelou ainda que as listas “Novo Rumo” são 45% compostas por jovens abaixo dos 35 anos, o que diz ser “inédito nas listas políticas à nossa autarquia”.

 

O PDM não é revisto há cerca de 22 anos

Com um programa assente em 10 pilares e 127 compromissos transversais a todas as áreas da política, Rui Miranda sustentou que este é “um programa coerente, com propostas, ideias e soluções, credível e executável”, que terá como prioridade a revisão do Plano Diretor Municipal (PDM).

“O PDM não é revisto há cerca de 22 anos. Este executivo atual embandeirou em arco e quando entrou em 2009 prometeu que seria uma das prioridades, mas não o fez. Estamos em 2017 e o PDM ainda está na gaveta”, criticou, prometendo que com a sua equipa na liderança da autarquia este será revisto no primeiro ano do mandato.

Novo Rumo 2017 Rui Miranda jantar secundária9

Pretendendo contrariar a saída dos jovens do concelho e o facto dos industriais estarem a canalizar as suas empresas para concelhos vizinhos, o candidato estabeleceu ainda como compromisso a implementação da via verde na construção industrial e a criação de um gabinete de apoio ao empreendedorismo jovem.

Rui Miranda acusou o atual executivo de anunciar que baixou a dívida, mas “num ato de desespero” aumentar a dívida nos últimos dois meses para “mostrar obra feita”, garantindo que, consigo, haverá “mais energia, mais ação e mais bairrismo”.

Jantar NOVO RUMO

O candidato à câmara comprometeu-se ainda a, caso seja eleito, dar apoio e incentivos ao comércio tradicional, devolver parte da taxa variável do IRS, baixar a taxa de IMI e apostar na ação social, dando visibilidade às associações sem fins lucrativos e fazendo dos idosos parte ativa da sociedade.

 

CDS distrital elogia candidato

O jantar contou ainda com a intervenção de Alexandre da Silva Teixeira, vice-presidente da distrital do Porto do CDS-PP, que descreveu Rui Miranda como “uma pessoa com capacidade governativa, próximo das pessoas, leal, combatido no interesse das populações, mas sobretudo muito determinado em fazer aquilo que acha justo”.

“É um candidato com o qual o CDS se sente identificado, com quem todos nós somos capazes de nos atrever a pensar diferente”, afirmou, exortando os presentes a mobilizarem-se em torno desta candidatura nos quinze dias “muito importantes que se avizinham”.

Eduardo Teixeira_NOVO RUMO

“A nossa candidatura é a que mais entusiasma e mais cresce”, refere Eduardo Teixeira

O ex-dirigente e vereador do PSD, Eduardo Teixeira, nestas autárquicas candidato número dois à assembleia municipal e diretor da campanha “Novo Rumo”, salientou a sala “completamente cheia” como “um sinal claro de que as pessoas querem uma mudança em Felgueiras, querem o ‘Novo Rumo’ nesta caminhada”.

“Os especialistas de bancada e comentadores de ocasião falavam que o “Novo Rumo” não teria pernas para andar, que não iria sair de uma sala ou das redes sociais. A resposta está dada, iniciativa após iniciativa, estamos cá, mobilizando e crescendo a cada dia que passa”, sustentou.

O candidato culpou o atual executivo por ter “bloqueado” o concelho de Felgueiras nos últimos quatro anos, fruto da “incapacidade da equipa municipal”, apontando o dedo ao atual presidente da câmara por ter privilegiado “os seus amigos pessoais, de fora do concelho, para ocupar cargos fundamentais nas chefias dos departamentos municipais”.

“Não têm demonstrado competência, seriedade e rigor para continuar a gerir os destinos do concelho”, frisou, avançando ser “ponto de honra” desta coligação a mudança do departamento de urbanismo.

Eduardo Teixeira terminou incitando os eleitores a darem “uma lição” àqueles “que pensam que mandam nos votos dos felgueirenses”, mostrando que “são pessoas livres, que não devem favores a ninguém” e que decidem o que querem para o futuro.

Top
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com