Está em
Início > Autarquias > Câmara de Felgueiras reduziu a dívida e reforçou o apoio social às famílias

Câmara de Felgueiras reduziu a dívida e reforçou o apoio social às famílias

 

A Câmara de Felgueiras reduziu a dívida e reforçou os apoios sociais às famílias, às instituições culturais, desportivas e humanitárias, bem como às juntas de freguesia, anunciou fonte da autarquia.

Os dados dizem respeito à prestação de contas da autarquia, referentes a 2014 e que foram aprovados em assembleia municipal.

O documento enviado ao Tâmegasousa.pt refere ainda que durante o ano de 2014, a câmara não teve pagamentos em atraso a fornecedores a mais de 90 dias, da data de vencimento das faturas.

“O prazo médio de pagamento foi de 26 dias em 2014. Em 2013 foi de 56 dias”, lê-se no comunicado.

Citado em comunicado, o presidente da câmara municipal, Inácio Ribeiro, referiu que “o documento de Prestação de Contas é um documento eminentemente técnico, mas reflete o que de facto foi concretizado, em sede das políticas municipais planeadas e implementadas”.

Para o autarca, “as contas do município evidenciam uma situação equilibrada e positiva, para a qual contribuíram os responsáveis políticos, entidades e instituições parceiras, bem como os colaboradores da autarquia, a quem deixo o meu agradecimento”.

O documento menciona a transição entre quadros comunitários de apoio, o fim do QREN 2007/2013 – Quadro de Referência Estratégico Nacional e o início do Portugal 2020.

Nesse ponto o Inácio Ribeiro sublinhou “a expectativa para este novo ciclo e novo programa comunitário Portugal 2020, é de que olhamos para ele com esperança reforçada, na possibilidade de concretizarmos objetivos e assim melhor responder aos anseios dos felgueirenses”.

Facto realçado na prestação de contas é a diminuição da dívida municipal. No quadriénio 2011/2014 registou-se uma redução de quase 50, tanto ao nível de médio e longo prazo – empréstimos bancários, como de curto prazo – de fornecedores e empreiteiros.

O documento refere ainda que a autarquia obteve, no quadriénio 2011/2014, o aumento das taxas de execução orçamental.

Na apresentação, destaca-se o equilíbrio das contas fica perfeitamente evidenciado no Saldo da Gerência de 4 376 636,41€ que transita para o ano seguinte, evidenciando uma situação claramente positiva.

No documento pode verificar-se que em 2014, foram reforçadas várias dessas medidas, proporcionando às famílias carenciadas mais apoios.

Na Ação Social, verificou-se entre 2013 e 2014, um aumento de 185% do valor das comparticipações diretas atribuídas e, se comparado ao ano 2011, esse aumento atingiu 397%.

No mesmo ano a autarquia concedeu mais apoios às instituições culturais, recreativas, desportivas e humanitárias do concelho. Comparativamente com o ano anterior, esse apoio foi superior em 48%, em mais de 200 mil euros.

Outro aspeto a realçar foi o aumento do apoio financeiro às freguesias, tendo assinado Acordos de Execução, referentes à delegação legal de competências, para o mandato de quatro anos, de valor anual de cerca de 550 mil euros, o que corresponde a um valor global no mandato de mais de dois milhões de euros.

 

Top
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com