Câmara muda modelo do festival do pão de ló para reforçar vertente cultural

Felgueiras vai mudar o Festival do Pão de Ló, cuja edição de 2018 se realiza este fim de semana, abandonando a massificação das últimas edições, em benefício da componente cultural, disse hoje a vereadora Ana Medeiros.

Em declarações à Lusa, a autarca avançou que o conceito que se pretende introduzir ainda não vai ser possível observar, na totalidade, este ano, porque não houve tempo para definir e implementar as mudanças, recordando que o atual executivo apenas foi eleito em outubro.

Apesar disso, frisou Ana Madeiros, já será possível perceber mudanças significativas, desde logo a decisão de não ter um canal de televisão a fazer o espetáculo promocional do Festival do Pão de Ló, desviando o investimento da autarquia para dois espetáculos gratuitos e de qualidade.

A autarca reconhece que a transmissão televisiva atraía muito público, mas reforçou que não é objetivo da nova organização ter “um mar de gente”, sabendo-se até que, anotou, grande parte dessas pessoas nem visitava o festival, na zona dos expositores, que se realiza habitualmente nos claustros do Mosteiro de Pombeiro.

Acresce, insistiu, que o palco era colocado em frente à igreja do mosteiro, uma localização que considera inadequada, sobretudo pelo imenso ruído que produzia junto a um local de culto e numa zona rural com um enquadramento que apela a maior tranquilidade.

Concerto de Áurea com entrada livre

Por isso, prosseguiu, o palco foi deslocado para o interior dos claustros e ficará sob uma tenda maior e mais elegante do que a montada em anos anteriores. Pelo palco passará, no sábado à noite, a cantora Áurea, com um espetáculo, de entrada livre, que a autarca espera que venha a ser do agrado da juventude.

No domingo à tarde, haverá um espetáculo designado as “Aulas da Sónia”, mais vocacionado para as crianças.

O evento será ainda animado por visitas guiadas ao mosteiro, que é monumento nacional, um atelier lúdico “Pasteleiro por um dia” e uma oficina pedagógica organizada pela Rota do Românico.

Comentando as mudanças, a vereadora assumiu ser “um risco que vale a pena correr”, na expetativa de que “os felgueirenses sairão beneficiados”. Prometeu, contudo, para um momento posterior a festival, uma reflexão sobre o evento, já no contexto de preparação da edição de 2019.

A abertura do festival está prevista para as 15:00 de sábado, com uma atuação do Conservatório de Musica de Felgueiras, na igreja do mosteiro.

Outra novidade é a disponibilização de um espaço de restauração, na Casa do Adro, contígua ao mosteiro, onde os visitantes poderão apreciar a gastronomia regional.

Festival do Pão de Ló Felgueiras 2016 2

Em relação aos expositores, mantêm-se os que habitualmente estão presentes no festival, nomeadamente os principais produtores de pão de ló do concelho.

No espaço também estarão expositores de outros concelhos conhecidos pelos seus doces regionais, para além das principais marcas de vinho verde de Felgueiras.

Coincidindo com o Festival do Pão de Ló, Felgueiras é palco de mais uma edição dos Fins de Semana Gastronómicos, à qual aderiram 15 restaurantes e três unidades de alojamento.

APM // LIL

Lusa/fim