Caminhada interpretativa identifica espécies animais e vegetais no rio Sousa, em Felgueiras

A caminhada tem início marcado para as 09:00, na Escola de Educação Ambiental da Carriça, com um percurso de 11 quilómetros

Dar a conhecer às pessoas o rio Sousa, observar e identificar as espécies animais e vegetais existentes é o mote da caminhada interpretativa que decorre sábado, organizada pela associação Salta Fronteiras e a Escola de Educação Ambiental da Carriça, de Felgueiras.

“O nosso principal objetivo é que as pessoas conheçam o rio desde a nascente e possam interpretar as espécies ali existentes”, explicou ao Tâmegasousa.pt Helena Sousa, coordenadora da escola.

A caminhada tem início marcado para as 09:00, na Escola de Educação Ambiental da Carriça, com um percurso de 11 quilómetros.

Durante a iniciativa, os participantes vão ter a oportunidade de realizar análises químicas à água do rio.

“Queremos perceber o estado da água do rio, que é uma preocupação nossa. Vamos poder fazê-lo durante a caminhada”, disse Helena Sousa.

Segundo a coordenadora, a caminhada inicia junto à nascente do rio Sousa, em Friande.

“Vamos ao sítio indicado na carta militar como a nascente do rio, onde brota a água do chão, em zona de lameiros”, frisou.

No decorrer da caminhada vão ser assinalados pontos de interesse como moinhos, lagoas, anta, represas de água e galerias ripícolas.

“É importante que as pessoas que já brincaram nas águas deste rio, mas que já não vêm cá há mais de 20 anos e os jovens, que nem conhecem o rio, contactem com este espelho de água”, concluiu Helena Sousa.

 

Sandra Teixeira