Carpinteiro de Lousada assaltou quatro lojas de ouro em 48 horas

A abordagem às vítimas passava por um primeiro contacto, no qual o indivíduo entrava na loja para avaliar um anel de prata

Um carpinteiro de 28 anos arrecadou 2 185 euros em assaltos a lojas de compra e venda de ouro de Lousada, Marco de Canaveses, Felgueiras e Penafiel, utilizando uma pistola de plástico, noticia o JN.

O homem, que está acusado de quatro crimes de roubo, iniciou a sequência de assaltos em outubro de 2013, em Lousada.

A abordagem às vítimas passava por um primeiro contacto, no qual o indivíduo entrava na loja para avaliar um anel de prata.

“Ao Ministério Público, o homem terá dito que o fazia para ver se no interior da loja estaria um homem ou uma mulher”, explica o JN.

A segunda abordagem era feita de capuz na cabeça e arma em punho. O que as vítimas desconheciam era que a arma era de plástico.

O primeiro assalto rendeu-lhe 415 euros.

No mesmo dia, em Penafiel, o homem usou o mesmo método e nova loja de ouro assaltada. Desta feita levou 1 150 euros.

No dia 8 de outubro, o acusado dirigiu-se a Marco de Canaveses. Segundo o JN terá deixado o carro junto à misericórdia daquele concelho e terá percorrido a pé várias artérias da cidade.

Do assalto efetuado o homem arrecadou 420 euros, ao que juntou 200 euros roubados em Felgueiras, também no dia 8 de outubro.

O suspeito foi detido pouco depois deste últimos assaltos, na posse de dinheiro, das peças de ouro, das roupas reconhecidas pelas vítimas e da pistola de plástico, conta o JN.