Cooperativa de Felgueiras tem a segunda maior campanha de vindimas da década

FOTO: Armindo Mendes

A campanha de vindimas na Cooperativa Agrícola de Felgueiras, uma das maiores dos vinhos verdes, atingiu este ano os 7,25 milhões de quilos de uvas, constituindo a segunda mais elevada da década, segundo a instituição.

“Este vai ser um bom ano, só superado pelo ano passado, que foi um ano atípico”, disse hoje à Lusa Rui Madeira Pinto, da direção da instituição.

Segundo o diretor, a produção alcançada é suficiente para se garantir uma boa campanha de vendas e o crescimento que se tem verificado, nomeadamente ao nível da exportação de vinho verde.

“Vamos reforçar os stocks e prevemos, por isso, uma campanha tranquila”, anotou, enquanto destacava também a boa graduação das uvas e o seu bom estado sanitário.

“Vamos com certeza ter vinho de qualidade”, reforçou.

Da campanha deste ano, destacou também a entrada de 50 novos associados que confiaram as suas uvas à instituição, o que permitiu reunir a produção, este ano, de 720 viticultores, de vários concelhos das regiões do Tâmega, Sousa, Ave e Basto.

Esse crescimento, assinalou ainda Rui Madeira Pinto, decorre dos valores por quilograma de uvas que a Cooperativa Agrícola de Felgueiras está a atribuir aos produtores, o qual, no ano passado, foi em média de 44 cêntimos, atingindo em alguns casos os 53.

O dirigente previu que esse valor vai continuar a aumentar, condição que considerou essencial para garantir que os produtores continuam a investir na boa qualidade das suas vinhas e aumentam a produção.

Face à boa campanha das vindimas, à qual se juntam os demais produtos, com destaque para o quivi (Felgueiras é o maior produtor nacional daquele furto), Rui Madeira Pinto disse estarem reunidas as condições para a instituição voltar a aumentar o volume total da sua faturação, atingindo este ano os 10,5 milhões de euros.

A exportação de vinho verde, em crescendo nos últimos anos e que já representam 30% das vendas, sobretudo para o mercado russo, mas também para o Brasil e Estados Unidos, tem ajudado aos bons resultados económicos da instituição.

A Cooperativa Agrícola de Felgueiras é a maior da região do Tâmega e Sousa em volume de produção e uma das maiores da região dos vinhos verdes, conjuntamente com Melgaço.