Está em
Início > Política > Fafe investe mais de quatro milhões para recuperar 200 fogos em bairro social

Fafe investe mais de quatro milhões para recuperar 200 fogos em bairro social

A reabilitação do Bairro da Cumieira e zona envolvente, em Fafe, já em concurso, ultrapassa os quatro milhões de euros, disse hoje o presidente da Câmara, que considerou tratar-se de uma das grandes obras do novo mandato.

“Vamos fazer quase casas novas, mas nas que lá estão, não vamos mudar a arquitetura. Não há propriamente um projeto de arquitetura, o que há é o restauro”, destacou Raul Cunha, em declarações à Lusa.

O autarca acrescentou que se pretende conferir ao complexo constituído por cerca de 200 fogos, a maioria de famílias carenciadas, mais condições de habitabilidade em matéria de conforto e eficiência energética.

“Vamos mudar os telhados, colocar isolamento térmico e acústico, forrar a capoto as casas, meter novas caixilharias, novas janelas, novas varandas, novas cozinhas, novas casas de banho, e nova canalização”, indicou.

A componente da reabilitação das casas está orçada em quase três milhões de euros e os arranjos da área envolvente em 1,4 milhões de euros. Ambas as empreitadas, cujos projetos e candidaturas foram realizados no anterior mandato, serão comparticipadas por fundos do Norte 2020.

O independente Raul Cunha, que cumpre o seu segundo mandato, foi reeleito no dia 01 de outubro, à frente de uma lista do PS.

 

Regeneração urbana vai continuar

Para os próximos quatro anos, o presidente da Câmara de Fafe destaca outras realizações que considera importantes para aquele concelho do distrito de Braga.

Para além das remodelações das escolas Professor Carlos Teixeira e Secundária e Secundária de Fafe, ambas em execução, Raul Cunha aponta para a regeneração da Avenida do Brasil, na zona escolar, uma das principais da cidade, obra que incluirá a remodelação da central de camionagem, naquela artéria.

“Vamos recuperar o nosso centro coordenador de transportes, restaurar, dar mais dignidade, permitir que as pessoas não fiquem na sala de espera sem acesso visual e físico aos autocarros”, avançou, frisando que o financiamento também já está assegurado.

A praça central da cidade também vai ser intervencionada, com melhoria nos passeios, nova iluminação e proceder-se à retirada de algumas árvores que não estão de boa saúde, substituindo-as por outras de espécies diferentes.

FOTO: Armindo Mendes
FOTO: Armindo Mendes

O autarca anunciou ainda a recuperação dos arruamentos de vários bairros da cidade que se encontram degradados, nomeadamente Pardelhas, Fábrica do Ferro e Santo Ovídio.

O mandato em curso será também, prometeu, o da construção do nó de Arões, na via rápida que liga Fafe a Guimarães, obra reclamada há mais duas décadas pela zona poente do concelho e respetiva área industrial. O autarca recorda que a nova infraestrutura custará cerca de dois milhões de euros, suportados integralmente pelo município, e porá a vila de Arões a cinco minutos de Fafe e de Guimarães.

A nova zona industrial de Regadas, na partilha com o vizinho concelho de Felgueiras, é outra obra à qual Fafe quer dar um impulso significativo nestes quatro anos. Raul Cunha assinala a importância daquela intervenção para corresponder ao interesse que muitos empresários têm manifestado de investir em Regadas.

 

APM // JGJ

 

Lusa/Fim

Top