Fafe isenta de derrama empresas com faturação inferior a 150 mil euros

FOTO: Armindo Mendes

As empresas de Fafe com uma faturação inferior a 150 mil euros vão ficar isentas de pagamento de derrama e as restantes terão uma redução de 20% na taxa do imposto, avançou à Lusa fonte autárquica.

De acordo com estimativa da Câmara de Fafe, a isenção deverá abranger cerca de 60% das sociedades do concelho.

Em relação às empresas que pagarão a derrama (imposto municipal que incide sobre o lucro tributável das pessoas coletivas), a taxa baixará de 1,5% para 1,2%, o que traduz a anunciada redução de 20%.

A proposta de alteração agora anunciada foi aprovada por unanimidade no executivo e vai hoje ser apreciada e votada na Assembleia Municipal.

À Lusa, o presidente da Câmara de Fafe, Raul Cunha, destacou que a medida é encarada pelo município como um investimento para estimular a economia e o tecido empresarial do concelho, com o objetivo de favorecer a criação de emprego.

“As pequenas e médias empresas em Fafe têm um papel preponderante na criação de emprego e sem emprego não há criação de riqueza, pelo que é essencial encontrar todas as formas possíveis de apoio”, afirmou o autarca.

Raul Cunha indicou, por outro lado, que o apoio agora anunciado traduz-se numa redução das receitas da câmara, só possível, reforçou, “porque a situação financeira da autarquia é muito estável”.

Desde o início do mandato, concluiu o presidente, que uma das prioridades do executivo municipal tem sido, através do Gabinete de Apoio ao Empresário, a adoção de políticas ativas na captação de investimento, fixação de empresas.

APM // JGJ

Lusa/Fim