Está em
Início > Sociedade > FAFE: “Terra Justa” homenageia Human Rights Watch e Maria de Lurdes Pintassilgo

FAFE: “Terra Justa” homenageia Human Rights Watch e Maria de Lurdes Pintassilgo

O evento “Terra Justa”, em Fafe, vai destacar este ano a organização internacional Human Rights Watch e homenagear, a título póstumo, a ex-primeira-ministra portuguesa Maria de Lurdes Pintassilgo, avançou hoje à Lusa fonte autárquica.

Human Rights Watch imagem

Segundo a organização do evento, as atividades desta quarta edição vão decorrer de 18 a 21 de abril, em vários pontos daquela cidade minhota, seguindo o figurino das edições anteriores.

“O dia 19 de abril ficará marcado por um conjunto de iniciativas em torno da Human Rights Watch, organização não governamental que defende os direitos de pessoas no mundo inteiro”, destacou hoje a fonte.

No “Terra Justa – Encontro Internacional de Causas e Valores da Humanidade” vai estar o diretor executivo adjunto para advocacia daquela organização, Bruno Stagno Ugarte, que já desempenhou funções como ministro dos Negócios Estrangeiros da Costa Rica, foi embaixador das Nações Unidas e colaborou com o Tribunal Penal Internacional, entre outros cargos.

Para o programa do dia 20 estão agendadas diversas iniciativas no âmbito da homenagem póstuma a Maria de Lourdes Pintasilgo, com o apoio da Fundação Cuidar o Futuro.

A organização do “Terra Justa” 2018 refere que estarão em Fafe “pessoas próximas daquela que foi a única primeira ministra de Portugal”.

Concerto solidário de Sérgio Godinho

“Conversas de café com quem conheceu bem um dos nomes grandes da nossa democracia, colocação de um texto no mural para perpetuar a mensagem da ex-governante e, finalmente, uma homenagem póstuma”, reforça a fonte.

No dia 21 de abril, decorrerá uma conferência subordinada ao tema “Religião e Igualdade: desafios da Cidadania”, em colaboração com o Observatório para a Liberdade Religiosa,

O “Terra Justa” deste ano terminará com um concerto solidário de Sérgio Godinho.

Como ocorre desde a primeira edição, o evento promete debates, conferências, exposições e conversas de café em torno das figuras e das entidades homenageadas, envolvendo também as comunidades locais.

O centro da cidade será decorado com imagens alusivas ao Terra Justa e às mensagens em torno das causas e valores da humanidade.

APM // JGJ

Lusa/Fim

Top