FC Felgueiras prepara Taça após arranque positivo no campeonato (C/ÁUDIO)

Nota positiva para o arranque do FC Felgueiras na nova temporada, registando uma vitória caseira e um empate extramuros nas duas primeiras jornadas da série B do Campeonato de Portugal Prio (CPP). Soma 4 pontos e integra o “pelotão” que lidera a tabela classificativa, juntamente com mais 4 clubes da região: Amarante, Freamunde, Aliança de Gandra e Cinfães.

Na 1ª ronda, no Estádio Dr. Machado de Matos, a formação azul grená derrotou o Pedras Rubras, por 2-0. A equipa felgueirense resolveu a contenda antes da meia hora de jogo, com golos de Ricardo Fernandes (8’) e Goba Zapka (26’).

Na jornada seguinte, em São João da Madeira, o FC Felgueiras não foi além de um nulo, tendo desperdiçado uma grande penalidade nos instantes finais do desafio.

“Não estamos satisfeitos com o resultado. De qualquer das formas, os jogadores trabalharam bem e deram tudo o que tinham. A infelicidade hoje foi nossa, amanhã poderá ser ao contrário, mas é um resultado com sabor amargo”, reconheceu Horácio Gonçalves, no final da partida com a Sanjoanense.

No entanto, o técnico felgueirense confessou ter ficado ainda mais desiludido com “as oportunidades de golo desperdiçadas” ao longo de todo o encontro.

“Mas o caminho faz-se caminhando e com certeza que vamos ser felizes no futuro e essas coisas não voltarão a acontecer. Vamos trabalhar nesses aspetos, para sermos mais concretizadores, porque os resultados fazem-se com golos”, sublinha.

Horácio Gonçalves admite que o objetivo da época “é a subida de divisão”, mantendo inalterável o discurso assumido desde que chegou ao clube, a meio da temporada anterior.

Na próxima jornada do CPP, a 10 de setembro, o FC Felgueiras recebe o vizinho Amarante. Antes, no domingo, tem duelo marcado com o Machico da Madeira, a contar para a 1ª eliminatória da Taça de Portugal.

“É uma equipa desconhecida, vamos tentar obter o máximo de informação possível. De qualquer das formas, é um jogo que é em nossa casa e temos a obrigação de vencer, e isso irá acontecer com certeza, porque para nós a taça também é importante. Queremos ir o mais longe possível”, revela.

 

Luís Miguel Nogueira