Felgueiras incluída no roteiro do Presidente da República

Atividade económica de Felgueiras, constatada nas estatísticas, motiva a visita do presidente da República ao concelho

O presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, visitou, na terça-feira, a fábrica de calçado sediada em Felgueiras “Felmini”, onde foi recebido pelo presidente da Câmara Municipal, Inácio Ribeiro e pelo empresário Joaquim Moreira, revelou fonte da autarquia.

O chefe de Estado, durante a visita às instalações daquela unidade fabril, enfatizou a importância do trabalho desenvolvido pelos empresários para a dinamização da economia do país.

O empresário Joaquim Moreira sublinhou que o segredo do sucesso da empresa é a constante atualização de métodos de produção e a qualidade do produto fabricado.

“A Felmini assegura toda a criação, desenvolvimento e produção para que o seu produto seja singular. Estamos constantemente a inovar para que possa encontrar as novidades. Para isso, trabalhamos no sentido de diversificar a utilização de materiais. Combinamos a mestria do trabalho artesanal puro com a utilização da mais recente tecnologia, para que no final os nossos produtos espelhem um carácter inovador e contemporâneo”, acrescentou.

Inácio Ribeiro realçou o facto de esta empresa ser apenas uma unidade fabril entre centenas sedeadas no concelho de Felgueiras e enalteceu o contributo que os empresários do concelho têm dado para a dinamização da economia do país, designadamente no que respeita ao enorme volume de exportações que regista.

“Felgueiras destaca-se pelo volume de vendas ao exterior que representam 577 milhões de euros”, disse o autarca.

Os dados apresentados pela Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado Componentes e Artigos de Pele e seus Sucedâneos (APICCAPS) referem que as exportações de calçado de Felgueiras registaram, nos últimos 3 anos, um crescimento de 60% e o nível de desemprego reduziu 40%.

As estatísticas atestam que a mudança radical da distribuição do emprego por níveis de qualificação no concelho de Felgueiras nos últimos anos foi um dos fatores que mais permitiu suportar o desenvolvimento do sector ao nível local.

Atualmente as centenas de empresas de calçado instaladas no concelho garantem 12.500 postos de trabalho.