Está em
Início > Áudio > FUTEBOL: DIVISÃO ELITE/SÉRIE2 AFP: Rescaldo da 9ª Jornada (C/ÁUDIO)

FUTEBOL: DIVISÃO ELITE/SÉRIE2 AFP: Rescaldo da 9ª Jornada (C/ÁUDIO)

 

Já não há equipas imbatíveis na série 2 da Divisão de Elite da Associação de Futebol do Porto (AFP). O líder Paredes perdeu, à 9ª jornada, os primeiros pontos da época, ao ser derrotado (0-1), em casa, frente ao Tirsense. Foi ainda alcançado pelo vizinho Aliados de Lordelo no topo da tabela classificativa

O técnico Eurico Couto garante que os paredenses não mereciam o resultado negativo.

“Julgo que derrota é injusta pelo que fizemos num jogo bastante difícil, em que as equipas encaixaram muitíssimo bem. A única equipa que teve duas oportunidades de golo fomos nós, acabamos por não concretizar e num lance de bola parada o Tirsense acabou por ser feliz. Penso que também fomos prejudicados por alguns erros da terceira equipa”, defende.

O treinador do Tirsense, Calica, reconheceu felicidade pela obtenção do golo através de um lance de bola parada, “num jogo muito equilibrado entre duas excelentes equipas”.

O Tirsense está em retoma na tabela. A vitória conquistada em Paredes permitiu ao conjunto ‘jesuíta’ ascender ao 7º lugar, com 15 pontos, a par do Vila Meã (que saiu derrotado, 1-0, da visita a Sobrado) e Barrosas (que venceu em Folgosa da Maia, por 2-1).

O Paredes continua na frente da classificação, mas agora em igualdade pontual (24) com o vizinho e rival Aliados de Lordelo. A formação liderada por Pedro Barroso conquistou, na receção ao Vilarinho, o oitavo triunfo consecutivo da temporada (1-0).

O 3º posto da classificação (16 pontos) é partilhado por Sobrado e Rebordosa. Os rebordosenses soçobram na Mata Real, ante o Paços de Ferreira B (2-1).

A vitória (1-2) do Penafiel B no Estádio Senhor do Amparo, frente ao Lixa, constitui a maior surpresa da jornada.

O técnico lixense, Bock, afirma que a derrota sucedeu por culpa própria.

“Tivemos o que merecemos. Uma equipa que tem, sem exagerar, 15/20 oportunidades de golo de baliza aberta não pode ganhar. Foi um jogo que se poderia tornar fácil. Fizemos o 1-0 e podíamos ter feito 2-0, 3-0, 4-0. Não fizemos, o Penafiel foi uma vez à nossa baliza e de canto fez o 1-1. A acabar a primeira parte fez o 2-1”, explica.

Já Hugo Neto admite que o Penafiel B foi, desta vez, “mais eficaz do que em jogos anteriores”.

“Conseguimos uma vitória muito importante, muito saborosa, que há muito tempo andávamos atrás. Os jogadores foram fantásticos e lutaram até à exaustão”, elogia.

O conjunto penafidelense obteve o primeiro triunfo da época na condição de visitante. Os 3 pontos amealhados permitiram abandonar a zona de despromoção, onde estão agora Folgosa da Maia e Vilarinho.

Imediatamente acima da linha d’água está o Nun’Álvares. A equipa de Recarei saiu derrotada (1-0) da visita a São Pedro da Cova.

O Baião foi surpreendido em casa (0-2) pelo Ermesinde.

 

Luís Miguel Nogueira

 

Top