FUTEBOL: Felgueiras cede empate em casa com o Torcatense

O Futebol Clube de Felgueiras 1932 cedeu, no domingo, um empate (2-2), no seu reduto, frente ao U. Torcatense, em partida para a 17ª Jornada da Série B do Campeonato de Portugal Prio.

O Felgueiras, apesar de ter entrado melhor no encontro e de ter sido a primeira equipa a dispor de um lance de perigo junto da baliza adversária, por intermédio de Telmo Castanheira ao minuto 7, sofreu um golo ao minuto 9.

O atleta do Torcatense, Felipe, apareceu na cara do guarda-redes do Felgueiras, Leo Leichsenring e não teve dificuldades em fazer o primeiro golo. O mesmo atleta teve nos pés a oportunidade de ampliar a vantagem ao minuto 11.

Sem nunca baixar os braços, a formação da casa acusou o golo e foi para cima do adversário. Dispôs primeiro de uma oportunidade ao minuto 27, prontamente anulada pelo guarda-redes do Torcatense que executou uma defesa apertada, após remate de Rui Magalhães.

Ao minuto 33, o FC Felgueiras, Rafinha, após trabalho individual, rematou para nova defesa do guarda-redes da formação visitante.

Quando nada fazia crer, o U. Torcatense ampliou a vantagem, por intermédio de Pedro Garcia que bateu Leo Leichsenring, fixando o resultado ao intervalo em 0-2.

Na segunda parte, a formação felgueirense correu atrás do prejuízo e aos 55 minutos, por intermédio de Rafinha, um dos jogadores mais inconformados do Felgueiras, reduziu para 1-2.

Sem nunca tirar o pé do acelerador, ao minuto 72, a equipa orientada pelo técnico Nuno Pinto, chegou ao empate, através de golo apontado por Jorge Gonçalves.

Depois de ter feito o segundo golo, o Felgueiras dispôs de outras oportunidades soberanas para dar a volta ao marcador, mas a falta de eficácia dos atletas da equipa da casa, acabou por penalizar o FC Felgueiras que foi, no entanto, a melhor equipa na segunda metade do encontro.

Ao Tâmegasousa.pt, Nuno Pinto frisou que a sua formação apareceu algo “insegura e nervosa”, na primeira parte, mas surgiu “melhor”, no segundo tempo e teve oportunidades para vencer a partida.

“Ao intervalo e a perder por 0-2 tive de reformular a estratégia e motivar os meus atletas”, disse.

O técnico felgueirense, salientou, ainda, que a saída de três dos habituais titulares do Felgueiras (um dos jogadores para o Santa Clara, Tiago Correia para o Moreirense, jogador que estava emprestado ao Felgueiras e Pedro Mendes, que estará em processo de desvinculação) comprometeu a estratégia para esta partida.

Com este resultado, o F.C. Felgueiras 1932 desce para o 5.º lugar da tabela classificativa, tem 25 pontos, menos 12 que o primeiro que é a Associação Desportiva de Fafe, equipa que já garantiu um lugar na fase da subida do Campeonato de Portugal Prio.

No próximo encontro, o Felgueiras desloca-se a Vizela, segundo classificado, com 32 pontos, formação que já garantiu, também, um lugar na fase da subida.