Está em
Início > Destaque > Hospitais do Tâmega e Sousa colocam 14 bombas de insulina até ao final do ano

Hospitais do Tâmega e Sousa colocam 14 bombas de insulina até ao final do ano

O Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa prevê colocar este ano 14 bombas de insulina em doentes com diabetes do tipo 1, no âmbito de uma candidatura aprovada pela Direção Geral de Saúde, informou hoje fonte hospitalar,

O processo já foi iniciado, tendo beneficiado os primeiros quatro doentes da região, todos crianças, com os denominados Dispositivos de Perfusão Subcutânea Contínua de Insulina.

O processo de colocação vai decorrer de forma faseada até ao final do ano, beneficiando crianças e jovens até aos 18 anos de idade.

Aquele tipo de dispositivo permite, segundo o CHTS, “uma melhoria da qualidade de vida, uma vez que dispensa a administração de múltiplas injeções por dia”.

Vai também, acrescenta a fonte, “melhorar o controlo glicémico, pois imita de uma forma mais próxima a secreção fisiológica de insulina pelo pâncreas”.

Os pais das crianças receberam um processo de formação, de 16 horas, para aprender a lidar com o novo dispositivo.

“O facto de o nosso hospital ter, agora, a possibilidade de oferecer aos doentes portadores de diabetes tipo 1 esta modalidade de tratamento, constitui um importante avanço na qualidade assistencial a esses doentes da nossa área de influência, especialmente às crianças e jovens”, comentou Susana Lira, responsável pela Consulta Multidisciplinar da Diabetes na Criança e Adolescente.

O Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS) é desde o início do ano um Centro de Tratamento de Dispositivos de Perfusão Subcutânea Contínua de Insulina, o que ocorreu no contexto de uma candidatura aprovada pela Direção-Geral da Saúde (DGS), no âmbito do Programa Nacional para a Diabetes.

 

Top