Inácio Ribeiro diz que visita a Moçambique deixou “portas abertas” à cooperação

FOTO_ Armindo Mendes

O presidente da Câmara de Felgueiras, Inácio Ribeiro, considerou a viagem a Mocímboa da Praia, Moçambique, como positiva e revelou de foram deixadas “portas abertas” a futuras cooperações entre os municípios.

“Acredito que vão surgir cooperações económicas, porque há necessidades de parte a parte. Poderemos pensar em criar lá ou acolher cá pontos de entendimento de partilha e de trabalho”, vincou o edil.

Uma comitiva de Felgueiras, composta por políticos, empresários, responsáveis sociais, padres e bombeiros , partiu para Moçambique a 02 de março. Na bagagem levaram livros, material hospitalar e informático.

Durante a estadia em Moçambique, a comitiva contactou com várias instituições e associações locais.

“A delegação de Felgueiras representou todo o município nas mais diversas áreas. O feedback foi excelente”, sustentou Inácio Ribeiro.

As ligações ao município moçambicano surgem através do navegador de Felgueiras Nicolau Coelho, que comandava uma nau que naufragou numa viagem de regresso da Índia, em 1504.

Comitiva de Felgueiras em Mocímboa da Praia

Ao EXPRESSO DE FELGUEIRAS, Inácio Ribeiro adiantou que existem três áreas que poderão iniciar a cooperação e concorrer para resolver os problemas.

“Temos três frentes em aberto, a saúde, educação e o ambiente (água), que vamos cooperar e a concorrer para resolver problemas”, frisou o edil, reconhecendo que os municípios de Felgueiras e de Mocímboa da Praia têm dinâmicas diferentes.

“Comparando as dinâmicas dos municípios, Felgueiras tem uma dinâmica mais forte, mas eles têm recursos e canais que nos vão permitir estreitar relações bilaterais”, observou, revelando que no decorrer da visita foram pedidos recursos qualificados para gerir empresas moçambicanas.

O presidente da Câmara de Felgueiras reconheceu que a expetativa de cooperação é “elevada”, mas frisou que “para já está a ser colocada uma semente”.

“Não podemos ter ilusão que toda a semente vai frutificar todos os nossos sonhos”, vincou.

Em Felgueiras, a cooperação com Moçambique traduz-se na estadia e frequência de alunos daquele país na Escola Superior de Tecnologias e Gestão, mas o objetivo é reforçar as ligações.

Inácio Ribeiro destacou a presença da igreja, com dois padres do concelho a integrar a comitiva, como “fundamental” para o processo solidário.

“Não devemos esquecer que o fim último é fazer chegar a Mocímboa da Praia material escolar, hospitalar, de informática e outro”, lembrou o autarca, revelando que está a ser preparado o embarque de dezenas de milhares de livros, algum equipamento informático e equipamento da área hospitalar.