Está em
Início > Autarquia > Mais de 530.000 euros para recuperação do CM 1173-1 em Friande

Mais de 530.000 euros para recuperação do CM 1173-1 em Friande

A Câmara de Felgueiras anunciou hoje o lançamento do concurso da segunda fase das obras de recuperação do Caminho Municipal (CM) 1173-1, em Friande, que irá melhorar o acesso a outras localidades, à concentração industrial de Cabeça de Porca (Sendim) e a Fafe.

A intervenção decorrerá na rua de Lameiro Morto desde o cruzamento com a rua do Desporto até ao cruzamento junto à igreja paroquial, numa extensão aproximada de 600 metros.

A obra está orçada em mais de 530.000 euros e prevê o aumento da largura da faixa de rodagem para seis metros e a introdução de passeios nos dois lados da rua, cada com 1,6 metro de largura.

Em comunicado, a autarquia adianta ainda que será retificado o perfil transversal em toda a extensão da via, haverá remoção de terras, o pavimento será levantado para ser introduzido novo pavimento com materiais reutilizáveis (como, por exemplo, cubos, calçada à portuguesa e paralelos).

Mais de 530.000 euros para recuperação do CM 1173-1 em Friande

Será construída uma rede de drenagem de águas pluviais ao longo de todo o traçado da rua do Cruzeiro, uma rede de águas residuais em toda a extensão da rua de Lameiro Morto, proceder-se-á à ampliação da rede de abastecimento de água ao domicílio na rua do Cruzeiro, ligando-se às ruas do Desporto, das Igrejas e de S. Tomé, construir-se-á muros de vedação e de suporte e, entre muitos outros melhoramentos, será colocada sinalização horizontal e vertical.

“Estas obras são muito importantes para a revitalização não só da freguesia que vai ser intervencionada, que é Friande, mas também para as localidades circunvizinhas, tal como a freguesia de Pinheiro, em virtude de a rua de Lameiro Morto ser muito motivada. Esta, como fica na parte alta de Friande, dá acesso a quem se dirige de e para a Concentração Industrial de Cabeça de Porca (Sendim) e Fafe”, disse Inácio Ribeiro, presidente da Câmara de Felgueiras, citado em comunicado.

E acrescentou: “A Câmara está a proporcionar desta forma maior segurança rodoviária, mais proximidade entre as pessoas, melhor qualidade de vida e melhor acompanhamento do desenvolvimento económico”.

 

 

Top