Está em
Início > Região > Montalegre promove “experiência hiper-realista de terror” na última ‘Sexta 13’ do ano

Montalegre promove “experiência hiper-realista de terror” na última ‘Sexta 13’ do ano

Montalegre, que se intitula a “capital do misticismo”, vai promover, amanhã, a última ‘Sexta 13’ do ano, um dos maiores espetáculos de rua do país que “promete voltar a surpreender”, avançou a autarquia.

Nesta edição do evento, que se realiza todas as sextas dias treze do ano, uma das novidades será o “Hotel 13”, uma “experiência hiper-realista de terror” proporcionada numa casa antiga, na zona histórica da vila, transformada numa “espécie de casa assombrada” para assustar os visitantes.

“A madeira a ranger e os pormenores naturais do espaço são únicos, aos quais se vão juntar seis atores profissionais”, explica Luís Pedreira, um dos responsáveis pelo projeto, citado em comunicado.

As portas do ‘Hotel 13’ vão abrir-se a partir das 15h00. Segundo a organização, “a intensidade da experiência só irá até onde a audácia de cada espectador permitir, mas o medo será sempre garantido”.

Montalegre (Sexta 13) Hotel 13 (1)

O programa do evento arranca a partir das 13h00, com a abertura da feira “Teia dos Sabores”, com grupos de animação e caracterização de rua.

À noite, a partir das 21h00, o palco do ‘castelo’ recebe a projeção de um vídeo documental artístico de Vanessa Fernandes, dança contemporânea com Bruna Martins e Malgósia Sús e um concerto de Boris Chimp 504, seguido dos ZUMA e OHXALA djs. Paralelamente, o palco ‘ecomuseu’ terá animação de dj’s, a partir das 21h00.

O ponto alto da noite acontece a partir das 23h00, com o “Regresso do Mágico”, numa “viagem no espaço e no tempo em busca do conhecimento ancestral dos rituais das bruxas”.

Segue-se o esconjuro da “Queimada”, pelo padre Fontes, que será oferecida aos presentes, depois de um espetáculo piromusical. Os dj’s garantem a animação para o resto da noite.

No palco ‘Praça do Município’ haverá ainda um concerto dos “Habitacion Vudu”, a partir das 00h30.

Há semelhança de outras edições, a autarquia espera “acolher milhares de pessoas” com a iniciativa.

Top