Está em
Início > Política > Nuno Fonseca criticou Inácio Ribeiro por não ter reunido para passar os dossiês

Nuno Fonseca criticou Inácio Ribeiro por não ter reunido para passar os dossiês

O novo presidente da Câmara de Felgueiras, Nuno Fonseca criticou o seu antecessor, Inácio Ribeiro, por não o ter recebido, após as eleições, para tratar dos dossiês pendentes da autarquia, considerando que aquela atitude prejudicou o concelho.

 

Nuno Fonseca discursava, na quarta-feira, na sua tomada de posse, nos paços do concelho
Nuno Fonseca discursava, na quarta-feira, na sua tomada de posse, nos Paços do Concelho

 

“Quem me conhece sabe que sou um homem frontal, direto e gosto de dizer as coisas cara na cara”, começou por dizer, ouvido por Inácio Ribeiro que estava sentado na primeira fila e que tomara posse, minutos antes, como vereador da oposição.

O novo presidente da câmara acrescentou: “Tive pena de que, durante este período, entre 01 de outubro e o dia 25, em que hoje estamos, não tivesse tido oportunidade de ser recebido para me inteirar dos dossiers que estão pendentes e que são importantes para o futuro do nosso concelho”.

Muito aplaudido, Nuno Fonseca rematou: “Nunca gostei de me fazer convidado na casa dos outros. Quem lidera tem de ter a consciência de que este tipo de atitudes prejudica apenas e só Felgueiras e os felgueirenses”.

Apesar da crítica, o presidente considerou que isso já é passado e que, independentemente “da forma diferente de estar na vida e das decisões políticas de cada um”, deixava “uma palavra de reconhecimento ao Dr. Inácio Ribeiro e à respetiva equipa por aquilo que fizeram pelo concelho, pelo tempo que despenderam pelo concelho”.

“Muito obrigado”, acentuou, aplaudido por muitos do que assistiam à cerimónia.

No final da sessão, Inácio Ribeiro, abordado pelo Expresso de Felgueiras, não quis prestar declarações.

 

Nuno Fonseca: “Não houve reuniões, não fomos convidados”
Nuno Fonseca ao Expresso de Felgueiras: “Não houve reuniões, não fomos convidados”

 

No final da sessão, questionado pelo Expresso de Felgueiras sobre o comentário crítico que dirigiu ao antigo presidente, o novo titular do cargo comentou:

“Poderá ter ficado alguma coisa mal-esclarecida, de qualquer forma acho que quem cessa funções deve inteirar quem entra de novo naquilo que são dossiês, que podem ser dossiês que estejam pendentes e que precisam de resposta rápida”.

Nuno Fonseca acrescentou: “Dei nota disso, não querendo fazer reparos nem considerações, mas dizer que gostaria, e fá-lo-ei, no dia em que cessar funções nesta autarquia, de fazer essa passagem de testemunho de forma tranquila para que as pessoas se possam inteirar”.

Questionado sobre se chegou a haver alguma reunião entre o executivo cessante o que saiu das últimas eleições, respondeu: “Não houve reuniões, não fomos convidados para elas, mas não é isso que me preocupa. A partir deste momento preocupa-me Felgueiras e os felgueirenses”.

 

Top