Nuno Fonseca garante que não mentiu e admite processar o PSD

O presidente da Câmara de Felgueiras, Nuno Fonseca, disse estar a ponderar processar três representantes do PSD local por ter sido acusado, numa conferência de imprensa social-democrata, de mentir na situação financeira da autarquia

“Eu não sou mentiroso. Se há aqui alguém que é mentiroso são vocês, e andam aqui a baralhar as pessoas”, afirmou na assembleia municipal, realizada na quinta-feira à noite, prosseguindo: “Não aceito, nem vou aceitar, estou a pensar seriamente acionar as pessoas, porque não estão a ser corretas. É uma questão de respeito pelo órgão e pelo presidente da câmara”., voltando-se para a bancada da oposição”.

Na conferência de imprensa do PSD a propósito da recente auditoria às contas do município no mandato de 2013 a 2017, liderado por Inácio Ribeiro, o atual presidente foi desafiado pelo dirigente laranja Alírio Costa a pedir desculpa aos felgueirenses por, no entendimento social-democrata, ter mentido no início deste mandato sobre a situação financeira que herdou do anterior executivo.

O PSD alegava que a recente auditoria tinha concluído que as contas estavam no final do anterior mandato de boa saúde, ao contrário do que dissera Nuno Fonseca.

Voltando-se para a bancada da oposição, o atual chefe do executivo enfatizou nesta assembleia municipal ter dito a verdade (pode ler peça à parte), reforçando que a auditoria “revela coisas preocupantes, inúmeras irregularidades, algumas delas graves e que põem o município numa situação muito delicada”.

 

“OS FELGUEIRENSES SABEM QUE EU NÃO ESTOU A MENTIR” – NUNO FONSECA

 

E acrescentou: “Digo aquilo que sempre disse, na forma de estar com os felgueirenses. Não peço desculpa aos felgueirenses, porque eles sabem que eu não estou a mentir”.

“Felgueiras os felgueirenses continuam a ter uma resposta minha, olhos nos olhos. A melhor resposta que eu posso dar aos felgueirenses é trabalhar”, verberou o presidente da câmara.