PJ detém suspeito de ter ateado fogo florestal junto ao IP4 em Amarante

Lusa

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem de 32 anos indiciado pela prática de um crime de incêndio florestal junto ao IP4, em Amarante, anunciou hoje a autoridade.

Segundo a PJ, a detenção realizou-se fora de flagrante delito, no âmbito de um inquérito que investiga um fogo florestal que ocorreu no dia 5 de setembro, na freguesia de Gondar.

“O incêndio assumiu grandes proporções, tendo ardido uma área florestal de mato, pinheiro e eucaliptos, colocando em risco habitações que não vieram a ser atingidas devido à rápida intervenção de diversas corporações de bombeiros”, assinala a autoridade policial num comunicado enviado à Lusa.

O detido vai ser presente à autoridade judiciária para primeiro interrogatório e aplicação das medidas de coação.

Desde o início do ano, a Polícia Judiciária já identificou e deteve 75 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.