Está em
Início > Destaque > “Sim, acredita” denuncia “descargas de saneamento em linhas de água do concelho”

“Sim, acredita” denuncia “descargas de saneamento em linhas de água do concelho”

A coligação “Sim, acredita” (PS/Livre) denunciou, em comunicado, a existência de descargas “diretas de saneamento em linhas de água em vários locais do concelho de Felgueiras”.

A estrutura partidária refere que a “situação é recorrente em Vila Cova da Lixa, Borda de Godim, Várzea, lagares e Margaride”.

“Ainda bem que o Dr. Inácio Ribeiro disse que tinha também estado presente no Plano de Despoluição com o Ministro do Ambiente. É que continuamos a ter em Felgueiras situações de saneamentos a irem diretos para linhas de água”, afirmou Nuno Fonseca, candidato da coligação, citado em comunicado.

As declarações foram proferidas no debate realizado na Rádio Felgueiras. O debate contou com a participação dos cinco candidatos à Câmara Municipal de Felgueiras.

Nuno Fonseca apresentou imagens captadas durante o próprio dia do debate que comprovam as suas afirmações, sendo as mesmas partilhadas em simultâneo na página de Facebook da sua candidatura. No vídeo, é possível ver imagens recolhidas nos lugares de Vila Cova da Lixa, Borba de Godim, Várzea, Lagares e Margaride.

Segundo o comunicado da coligação “Sim, acredita”, Inácio Ribeiro não respondeu a este pedido de esclarecimento de Nuno Fonseca, dizendo apenas que foram gastos 15 milhões de euros em água e saneamento, num total de 200 quilómetros, embora ainda exista muito a fazer e muito a executar.

Por sua vez, Nuno Fonseca mencionou o documento estratégico que há para Felgueiras relativamente ao saneamento e à água.

“Estava previsto que fossem executados, entre 2008 e 2013, 10 milhões na água e 22 milhões de euros no saneamento. Quando Inácio Ribeiro refere aquilo que já fez em 2017, ainda faltam 41 quilómetros para atingir as metas de 2013 para a rede de abastecimento de água e 223 quilómetros para a rede de saneamento. Estamos em 2017 e as candidaturas falharam. Algumas delas com agravantes por falta de projetos de viabilidade económica porque os técnicos não tiveram competências para as fazer. Mas elas têm de ser executadas na mesma, quem vai assumir esses prejuízos?”

O candidato pelo Partido Livre e pelo Partido Socialista vai mais longe e salienta: “Continuamos a estar num concelho onde o saneamento tem uma cobertura abaixo dos 40%, o que é chocante”.

E remata: “há uma empresa que eu visitei hoje que não tem saneamento e paga cerca de 6 mil euros por ano para serem despejadas as fossas. Quis fazer uma ETAR, mas na Câmara disseram-lhe que o saneamento em breve chegaria e até agora nada.”

A situação tem sido amplamente partilhada e comentada nas redes sociais, com felgueirenses que relatam não só casos de aglomerados populacionais sem saneamento, como também casos de outros esgotos diretamente libertados para o meio ambiente, adianta ainda o comunicado.

 

 

Top
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com