Está em
Início > Desporto > Última especial de Fafe decidiu vencedor do Rali de Portugal (C/FOTOS)

Última especial de Fafe decidiu vencedor do Rali de Portugal (C/FOTOS)

Fafe viveu, mais uma vez, a emoção e o espetáculo do rali, com a edição do WRC Vodafone Rali de Portugal, que consagrou Ott Tanak como vencedor da prova, conhecido na última especial da prova.

Thierry Neuville arrecadou o segundo lugar e o líder do campeonato, Sébastien Ogier, a terceira posição.

Milhares de entusiastas do desporto automóvel acorreram às Serras de Fafe para assistir à passagem da prova pelo concelho.

 

 

Raul Cunha, presidente da Câmara de Fafe, citado em comunicado, reconheceu que “esta é mais uma grande oportunidade de afirmar Fafe no cenário automobilístico dos ralis”.

“É também uma forma de acolhermos, aqui, milhares de visitantes e turistas que aproveitam, esta prova, para conhecer o nosso concelho”, acrescentou.

Raul Cunha elogiou ainda o comportamento do público, que considerou “exemplar”, tendo conseguido conciliar o espetáculo automobilístico com uma grande preocupação ao nível da segurança.

“Fafe não dispensa o rali, como o rali também não dispensa Fafe. É, para nós, um gosto podermos potenciar o nosso município e dá-lo a conhecer a vários países o mundo, com as transmissões em direto destas classificativas. Quem gosta de ralis, conhece Fafe e isso é um grande orgulho”, frisou.

 

RETORNO DE MILHÕES DE EUROS E PROMOÇÃO DO DESTINO NORTE

Raul Cunha avançou também que da parte da autarquia irá continuar a acarinhar as provas de rali, trabalhar e fazer tudo para manter as provas no concelho.

“São investimentos que valem a pena. Já existem números que rondam os quatro milhões de euros de retorno para Fafe, no que toca a alojamento, restauração, comércio e referir ainda a promoção que beneficiamos com esta prova do Rali de Portugal”, considerou.

Carlos Barbosa, presidente do ACP, fez um balanço muito positivo.

“Superou todas as minhas expectativas”, disse, acrescentando: “O resultado desportivo decidiu-se, hoje, na última etapa, o que é uma coisa histórica, não é normal. Geralmente, os vencedores já vêm decididos de outras etapas e, nesta edição, isso decidiu-se, aqui em Fafe, na última especial”.

Carlos Barbosa evidenciou, ainda, a moldura humana presente nos troços de Fafe.

Luís Pedro Martins, presidente do Turismo Porto e Norte, fez também “balanço muito positivo”, reforçando “a vontade de continuar a apoiar este evento”

“Consideramos que é no Norte que está o maior número de adeptos e aficionados do rali. É impressionante o número de pessoas que esta prova traz para a região”, disse.

O presidente do Turismo do Porto e Norte realçou o retorno da prova para a região, quer a nível económico, quer na promoção do Norte como destino turístico.

O dirigente avançou ainda que estima “um retorno no valor de cerca de 140 milhões de euros”, revelando que “os alojamentos da região Norte estiveram praticamente lotados, assim como a restauração que tem tido uma afluência muita positiva.”

Top
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com