Ultrapassados por uma História Maior!

Na história contemporânea portuguesa, o 25 de abril de 1974 é uma data absolutamente incontornável. Pelo momento, e pelos impactos nos dias de hoje! Muito daquilo que é a nossa vivência diária deriva e é consequência da ação dos Capitães de Abril naquele dia mítico e transformador. Hoje, 42 anos depois ainda nos emociamos com as imagens desse dia de Alfredo Cunha: militares pacifistas, população libertada, sorrisos embevecidos pelo futuro transformado!

Mas, 25 de abril de 2015 não é “apenas” a comemoração da revogação da ditadura salazarista, embora isso já não fosse pouco, é também os 40 anos de entrada em vigor da Constituição Portuguesa.

Apesar de muitas críticas, a Constituição Portuguesa assenta em pilares sólidos, e por isso continua tão atual e tão naturalmente reguladora da vivência dos portugueses. Os deputados à Assembleia Constituinte fizeram um enorme trabalho que deve merecer de todos o maior aplauso. Por isso saúdo a oportunidade da homenagem promovida pelo atual Presidente da Assembleia da República que reuniu todos 42 anos depois.

Felgueiras, e todos os felgueirenses, estavam lá representados. Artur Barros fez parte da fotografia, porque integrou há 42 anos atrás o grupo de deputados que elaborou a Constituição… Constituição que continua tão atual que impediu que várias medidas restritivas e penalizadoras para os portugueses tivessem sido efetivadas durante o Governo PSD/CDS-PP…

Pena é que este Executivo PSD de Felgueiras, liderado pelo Dr. Inácio Ribeiro revela tamanho distanciamento da revolução de abril de 1974, transformadora na história contemporânea portuguesa, e opte pelo apagamento em cerimónias públicas de exaltação de abril e de valores que permitiram que o Poder Local seja uma realidade, que deveria estar ao serviço dos munícipes, o que em Felgueiras…

… Pois, não é uma realidade!