Vizela vai atribuir prémios em dinheiro às melhores recuperações de edifícios

A Câmara de Vizela vai distinguir com prémios pecuniários os três melhores projetos de recuperação das fachadas de edifícios realizadas por particulares, disse hoje à Lusa o presidente da autarquia.

Segundo Vitor Hugo Salgado, o melhor projeto receberá 4.000 euros, o segundo classificado terá direito a 2.000 euros e ao terceiro será atribuído o valor de 1.000 euros.

O autarca referiu que o prémio será realizado anualmente e visa estimular nos privados a renovação das fachadas dos imóveis, bem como qualidade dos projetos, complementando o Programa e Regeneração Urbana Sustentável que a câmara tem em curso.

Para o presidente, é importante que os privados também participem no esforço da câmara no sentido de modernizar a cidade, tornando-a mais atrativa para quem a visita.

Além deste prémio, o município introduziu alterações em sede fiscal e de Plano Diretor Municioal, mais vantajosas, para incentivar os particulares na recuperação dos edifícios.

Nesta fase, paralelamente, prosseguem os vários investimentos na modernização de diferentes arruamentos da cidade, compreendendo 14 obras, no âmbito de um programa que representa cerca de 3,5 milhões de investimento público.

Algumas das empreitadas, anotou o autarca, já foram concluídas, como a Rua das Termas, a Rua da Rainha e o Parque das Termas.

A mais emblemática das intervenções, anunciada para Praça da República e Jardim Manuel Faria, no centro da cidade, vai avançar formalmente em janeiro, encontrando-se o processo atualmente em apreciação pelo Tribunal de Contas. A componente das infraestruturas já foi, entretanto, iniciada, concluiu.

APM // LIL

Lusa/fim