AF Porto prepara-se para alterar formato competitivo da Divisão Elite

A Associação de Futebol do Porto (AFP) está a preparar-se para alterar, em 2021/2022, o modelo competitivo da Divisão de Elite. Um cenário que ganhou força após uma reunião entre a direção da associação portuense e alguns clubes, que revelaram desagrado pelo plano de provas divulgado inicialmente.

 

Recorde-se que na nova época a Divisão de Elite será constituída por 40 equipas. No plano provisório da competição divulgado, a jornada inaugural da fase regular está agendada para 22 de agosto de 2021 e a derradeira ronda prevista para 22 de maio de 2022. Segue-se depois o ‘play-off’ de promoção, cujo início está marcado para 29 de maio e a conclusão para 26 de junho de 2022.

Após terem tomado conhecimento desta calendarização, vários clubes expressaram o seu descontentamento, considerando que a época se tornaria demasiado longa e desgastante, o que implicaria para algumas equipas, caso atingissem também uma fase adiantada da Taça AF Porto, a realização de quase 50 jogos.

A direção da AF Porto decidiu, por isso, ouvir os clubes, tendo colocado em cima da mesa uma proposta para a alteração do formato competitivo da Divisão de Elite, que deve ser aprovado ainda esta semana.

A proposta apresentada passa por jogar o principal escalão da associação portuense em duas fases. Numa primeira fase, os 40 clubes serão divididos em quatro séries de 10 equipas, apurando-se os dois primeiros classificados de cada série para um ‘play-off’ de promoção.

Na segunda fase, as oito melhores equipas disputarão o acesso ao Campeonato de Portugal, enquanto as formações posicionadas entre o 3º e 10º lugares de cada uma das quatro séries serão distribuídas por quatro grupos de oito equipas, que disputarão a permanência na Divisão de Elite.

Se este plano de provas vier a ser ratificado – cenário, ao que apuramos, muito provável – a competição arrancará, não a 22 de agosto, como inicialmente previsto, mas a 5 de setembro, o que também vai ao encontro das pretensões dos clubes, que assim poderão iniciar mais tarde os trabalhos de pré-época.