Águas do Douro e Paiva promove estudo da biodiversidade

A segunda saída de campo, de caracterização de pormenor do ribeiro de Tressousas, promovida pela EB/S de Airães – Felgueiras, tem por base a metodologia e ferramentas científico pedagógicas disponibilizadas pelo Projeto Rios e pela AdDP

SONY DSC

 

A Águas do Douro e Paiva (AdDP), através da equipa do Projeto, regressou ao estudo da biodiversidade ribeirinha  com uma saída de campo diurna promovida pela EB/S de Airães – Felgueiras, uma das dez escolas Vencedoras do Concurso Projeto “Mil Escolas” 2013/15, informou fonte da entidade.

A visita contou com a presença de 13 alunos e quatro professores.

A segunda saída de campo, de caracterização de pormenor do ribeiro de Tressousas, promovida pela EB/S de Airães – Felgueiras, tem por base a metodologia e ferramentas científico pedagógicas disponibilizadas pelo Projeto Rios e pela AdDP.

SONY DSC
SONY DSC

Na ação tiveram oportunidade de participar ativamente a professora responsável pelo projeto “Tressousas con(vida)!”, Cristina Teixeira, as professoras Maria João Carvalho e Ana Margarida Gonçalves e o professor Luís Taipa, 13 alunos do 6.ºE, 7.ºC e 7.ºD, afetos ao Projeto e, ainda, 1 elemento da equipa do Projeto “Mil Escolas”.

No que respeita à observação da zona envolvente ao troço em estudo, junto do ribeiro Tressousas, foi possível identificar alguns seres vivos representativos do meio envolvente aos ecossistemas ribeirinhos, destacando-se alguns exemplos observados, nomeadamente ao nível da fauna: carriça, melro-preto, pardal comum, rola, alfaiate, lesma, minhoca, abelha, libelinha azul, mosca, mosquito e borboletas da família Pieridae e Lycaenidae; ao nível da flora: ulmeiro, argentina, feto-real, hera, plátano, salgueiro, pinheiro-bravo, cerefólio, malmequer, agrião, videira, cedro, musgo e, ainda, líquenes folhosos e encrostados.

Durante esta atividade, os alunos tiveram a oportunidade de concretizar várias tarefas.