Arresto de bens executado na Casa do Benfica de Felgueiras

Vários bens da Casa do Benfica de Felgueiras foram alvo de arresto, por ordem judicial, tendo sido apreendidas peças de mobiliário e outro material do estabelecimento, confirmou à Lusa o gerente.

O responsável acrescentou que os bens foram apreendidos no final da semana passada e que vão ser convocados os sócios da Casa do Benfica de Felgueiras para serem prestados esclarecimentos sobre o caso.

No sábado, a Lusa confirmou, no próprio estabelecimento, que o mobiliário tinha sido retirado, nomeadamente as mesas e cadeiras usadas habitualmente pelos sócios.

casa-do-benfica-de-felgueiras

O gerente do estabelecimento, situado na Dr. Avenida Leonardo Coimbra, no centro de Felgueiras, escusou-se, contudo, a prestar mais esclarecimentos.

Um antigo diretor da Casa do Benfica, que disse ser conhecedor do caso, mas pediu para não ser identificado, explicou à Lusa que o arresto tem a ver com um conflito entre dois antigos dirigentes. Um deles, explicou, terá requerido ao tribunal que determinasse o arresto dos bens.

A fonte ouvida pela Lusa assinalou que neste caso não estão em causa quaisquer atrasos de pagamentos à Segurança Social ou às Finanças.

“São questões internas entre os dois diretores”, precisou.

Apesar do arresto, a Casa do Benfica de Felgueiras, inaugurada em 1996 pelo então presidente do Benfica, Manuel Damásio, mantém-se em funcionamento.