Associações Empresariais defendem ligação da ciência às empresas

No encontro foi avançado o apoio do conselho empresarial aos cursos técnicos superiores profissionais, promovidos pelo atual Governo e que na região se encontra à tutela da ESTGF

As associações empresariais do Tâmega e Sousa defenderam, num encontro promovido pelo Conselho Empresarial do Tâmega e Sousa (CETS), em Vila Meã, uma maior ligação do sistema científico às empresas, revelou fonte da organização.

No encontro foi avançado o apoio do conselho empresarial aos cursos técnicos superiores profissionais, promovidos pelo atual Governo e que na região se encontra à tutela da ESTGF – IPP (Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Felgueiras – Instituto Politécnico do Porto).
Adaptados às necessidades da economia e das empresas da região, os cursos apresentam uma componente de formação geral, técnico-científica e em contexto de trabalho (estágio).
Luís Miguel Ribeiro, presidente do CETS, enumerou a ligação do sistema científico às empresas como uma das apostas daquela entidade.
“A consolidação da relação entre o tecido empresarial e o sistema científico, bem como a sua maior adaptação e permeabilidade às exigências dos empresários são fulcrais para alavancar o desenvolvimento regional”, referiu, citado em comunicado, acrescentando:
“O mundo científico não pode negligenciar a criação de relevância efetiva para as empresas. É prioritário introduzir novos inputs que adicionem maior competitividade e garantir a formação de jovens, cujas competências técnicas vão ao encontro das necessidades reais”.