Autárquicas: Candidato do Chega em Felgueiras defende uma mudança de ciclo político

O candidato do Chega à Câmara de Felgueiras, o engenheiro informático Amândio Serrano, disse hoje à Lusa que o concelho precisa de uma mudança na gestão camarária para “quebrar o ciclo político no concelho”.

 

“Felgueiras precisa de uma mudança. O atual executivo fez coisas bem, mas também há coisas que estão mal”, referiu, em declarações à agência Lusa.

O candidato naquele concelho do distrito do Porto disse estar “atento e preocupado com o bem-estar dos habitantes do concelho”, observando que o seu programa se vai basear, entre outras matérias, no apoio às pessoas e às empresas, ideias que, prometeu, serão em breve apresentadas de forma mais detalhada
Amândio Serrano, de 45 anos, indicou, por outro lado, que está a trabalhar na constituição de candidaturas às freguesias e à Assembleia Municipal.

A inauguração da sede da concelhia está prevista para final de julho, seguindo-se a apresentação das candidaturas.

O executivo de Felgueiras é atualmente formado por cinco elementos da coligação PS/Livre e quatro da coligação PSD/PPM.

A CDU anunciou o empresário António Peixoto candidato à Câmara, o farmacêutico Camilo Rebelo vai concorrer pela Iniciativa Liberal (IL).

O atual presidente da Junta de Freguesia de Airães, Vítor Vasconcelos, será o candidato do PSD à presidência do município.

As eleições autárquicas deste ano não têm ainda data marcada, mas, de acordo com a lei, terão de decorrer entre setembro e outubro.