Autárquicas: PSD e CDS-PP concorrem coligados em Lousada

As concelhias de Lousada do PSD e do CDS-PP formalizaram a coligação “Acreditar Lousada” para as eleições autárquicas de 2021, no apoio à candidatura de Simão Ribeiro à presidência da câmara, informou hoje fonte partidária.

 

Simão Ribeiro, que é também é líder do PSD naquele concelho do distrito do Porto, defende que “a coligação é muito mais do que uma aliança entre dois partidos políticos com fins eleitorais”.

“É, acima de tudo, uma união de esforços em torno de um projeto que ambiciona um novo modelo de governação do município, orientado por uma visão estratégica de desenvolvimento para Lousada, sustentada pela mais-valia que representa a centralidade do nosso concelho no Vale do Sousa e na promoção de investimento e emprego”, anotou o candidato, citado no comunicado.

O candidato exaltou, ainda, “o valioso contributo do CDS-PP”, destacando o caráter “suprapartidário” do projeto.

O presidente da concelhia do CDS-PP, Pedro Amaral, também citado no comunicado, justifica o apoio à coligação com “o histórico de boas relações e projetos comuns de ambos os partidos”.

Para Pedro Amaral, o apoio à candidatura de Simão Ribeiro traduz-se no facto de se tratar de “um lousadense que acumula juventude, obra feita e uma grande experiência política adquirida, nomeadamente, como deputado à Assembleia da República, líder nacional da Juventude Social Democrata e vereador na Câmara de Lousada”.

“Lousada necessita urgentemente de dar um salto em frente, de rejuvenescimento, de seriedade e de transparência. Esta coligação representa tudo isso”, concluiu Pedro Amaral.

O executivo municipal de Lousada é formado por quatro elementos do PS e três da coligação PSD/CDS.

O atual presidente da autarquia, o socialista Pedro Machado, já foi confirmado como candidato do PS, de acordo com deliberação da Federação Distrital do Porto.

A data das eleições ainda não está marcada, mas por lei terão de realizar-se entre setembro ou outubro.