Barrosas empata com Leça e sobe ao 11.º lugar com os mesmos pontos do Grijó e Vila Meã

Pedro Costa

O Barrosas empatou na deslocação ao Leça, no domingo, em partida a contar para a jornada 30, da Associação de Futebol do Porto, divisão de elite – pro-nacional, e ascendeu ao 11.º lugar com os mesmos pontos do Grijó e do Vila Meã.

O treinador do Barrosas, Filipe Teixeira, num rescaldo ao encontro, admitiu que a sua equipa, pelo que fez, durante o tempo de jogo, merecia muito mais que o empate.

“Estivemos a vencer durante os noventa minutos de jogo e sofremos o golo já no período de descontos de grande penalidade. Quando assim é fica sempre um sabor amargo e a sensação que poderíamos ter conquistado os três pontos”, afirmou.

O técnico da formação do Barrosas reconheceu, no entanto, que a partida foi bem disputada com o equilíbrio a predominar, mas a condição física de alguns atletas obrigou a mexer por três vezes no plantel.

“Na parte final, a equipa sentiu a pressão do adversário devido à falta de opções no banco, recuou bastante e o Leça aproveitou para chegar ao empate”, sustentou.

Filipe Teixeira destacou, por outro lado, que a sua equipa mostrou-se bastante perdulária e esbanjou várias oportunidades que poderia ter concretizado se tivesse tido outro discernimento .

“Obtivemos de alguns lances de contra ataque que poderíamos ter finalizado de outra forma, mas a fadiga física e mental dos meus atletas já não o permitiram”, frisou.

“É mais um ponto no nosso crescimento”, acrescentou, sublinhando que o objetivo do Barrosas é voltar à senda das vitórias para disparar para um lugar mais confortável na tabela classificativa.

“Não existem jogos fáceis e durante a semana vamos trabalhar os jogadores que estão lesionados para perante o Perafita, último classificado, da divisão de elite, conseguirmos os nossos intentos”, assumiu.

O Barrosas é 11.º com 35 pontos em igualdade pontual com o Grijó e o Vila Meã que perdeu, no domingo, com o Futebol Clube da Lixa (1-0).