Câmara de Fafe adquiriu obras ao pintor Orlando Pompeu para centro cultural

A Câmara de Fafe informou hoje ter adquirido um conjunto de obras ao pintor local Orlando Pompeu, para o espólio de um centro cultural que a autarquia vai criar no antigo armazém da estação ferroviária da cidade.

 

“Este reconhecimento da vida e obra de Orlando Pompeu é uma justa homenagem, tendo em conta a sua longa carreira e reconhecimento nacional e internacional da sua obra”, comentou hoje o presidente da câmara, Raúl Cunha, no ato solene da aquisição.

Segundo o autarca, o gesto daquele município do distrito de Braga “perpetuará a obra do pintor e torná-la-á acessível a todos os fafenses e àqueles que de fora terão a possibilidade de contactar ao vivo com as diferentes fases da obra do artista”.

 

 

Orlando Pompeu, que assistiu à cerimónia, disse estar “eternamente grato” por ver na sua terra mãe “uma grande” parte do seu espólio.

O pintor disse esperar uma dinâmica do futuro centro cultural que permita organizar exposições temporárias em torno das diferentes fases e temáticas da sua obra.

A Câmara de Fafe vai realizar obras de reconversão e ampliação da antiga estação ferroviária de Fafe, “projeto que pretende homenagear o passado, integrando-o num edifício voltado para o futuro”.

“A obra consiste no restauro do edifício existente, devolvendo-o à sua traça original, bem como à sua ampliação”, de acordo com fonte da edilidade.

O futuro espaço, que adotará o nome do pintor, terá uma utilização multifuncional, com uma área destinada a galeria de arte, para a realização de exposições permanentes. Contará também com uma área para conferências, tipo auditório, com capacidade para 100 lugares sentados.