Câmara de Fafe conclui primeira fase de intervenção no Castro de Santo Ovídio

A Câmara de Fafe informou hoje ter concluído uma intervenção no Castro de Santo Ovídio, nos arredores da cidade, que corresponde à primeira fase dos trabalhos previstos para aquele sítio arqueológico.

 

Segundo o município, os trabalhos decorreram durante o mês de novembro, permitindo “uma profunda intervenção de recuperação e restauro das estruturas”.

“Os trabalhos visaram a recuperação e consolidação dos muros de suporte e estruturas habitacionais, a necessitarem de intervenção urgente”, explica-se, num comunicado enviado à Lusa.

Em breve, acrescenta aquela autarquia do distrito de Braga, “novos trabalhos serão realizados tendo em vista a melhoria das acessibilidades, interpretação do sítio arqueológico e posterior valorização cultural e turística do Castro de Santo Ovídio”.

O Castro de Santo Ovídio, povoado fortificado característico do noroeste peninsular, terá sido fundado e ocupado num período cronológico compreendido entre o séc. VI a.C. e os finais do séc. II d.C.

Aquele sítio arqueológico, que se situa nas proximidades da área urbana, “foi alvo de trabalhos de escavação e restauro na década de 80 do século passado, carecendo hoje de diversos trabalhos agora iniciados pelo município”.

APM // MSP

Lusa/fim