Câmara de Felgueiras assinala o Dia da Escrita à Mão

Lusa

A Câmara de Felgueiras vai assinalar, a 25 de janeiro, o Dia da Escrita à Mão, com a realização de uma conferência proferida por três personalidades de áreas como a paleografia, diplomática e arquitetura grafoanálise.

 

A efeméride será assinalada pelas 15:00, na Biblioteca e Arquivo Municipal.

Os trabalhos arrancam com a abordagem do tema “A manufatura da escrita em Portugal: formas de escrever, agentes da escrita e condições materiais”, por Maria José Azevedo Santos, da Universidade de Coimbra.

Joana Rafael, do Instituto Superior de Ciências da Educação, abordará a “Escrita «automática» e a caneta «inteligente»: simbioses programadas entre homem e computador”.

“A escrita à mão como ato mental” será o tema sobre o qual falará Afonso Henrique Sousa, mestre em Grafoanálise, especialista em grafística, grafopatologia e grafologia forense.

A cerimónia terminará com a homenagem a Cremilda Ribeiro da Cunha, professora primária aposentada mais velha do concelho, tendo completado recentemente 100 anos.

Na mesma altura será efetuada a apresentação pública do evento de homenagem ao “Professor Primário”, principal impulsionador da escrita à mão, que irá decorrer na altura do encerramento do ano letivo 2019/2020.