“CASA Amiga” Felgueiras – Recolha de alimentos ficou aquém das necessidades

O projeto “CASA Amiga” promoveu no passado fim de semana uma recolha de alimentos que segundo os seus responsáveis ficou abaixo dos objetivos definidos.

Esta instituição de apoio a famílias em situação vulnerável, e a sem-abrigo, promove anualmente duas recolhas de alimentos “em março e outubro de forma a assegurar as necessidades para os 6 meses seguintes”, explicou Ana Salão, uma das responsáveis deste projeto.

“Não conseguimos atingir os objetivos desta campanha, e como não temos apoios, além destas recolhas, tudo o que fazemos e distribuímos recorremos sempre à ajuda dos donativos que recebemos de empresas e particulares, e por isso será agora necessário realizarmos esse trabalho”, acrescentou a mesma responsável.

O “CASA Amiga” em Felgueiras, “começou pela entrega de cabazes, sendo que neste momento já beneficiam desta entrega cerca de 50 famílias, alargando-se depois a 20 pessoas em situação de sem-abrigo que diariamente recebem refeições durante todo o ano”, explicou Ana Salão.

As famílias apoiadas “são sinalizadas por várias entidades como Juntas de Freguesia, Câmara Municipal, Comissões de Proteção de Crianças e Jovens, Associações, que nos fazem chegar os pedidos, que depois são analisados e avaliados tendo em conta a capacidade que temos para ajudar”, acrescentou a responsável da “CASA Amiga”.

Os pedidos de ajuda têm aumentado, e Ana Salão mencionou que “o trabalho de apoio triplicou após a pandemia”.