CDS-PP de Felgueiras apresenta propostas para investimento municipal em 2021

O CDS-PP de Felgueiras apresentou um conjunto de propostas para o plano de investimento municipal 2021, assentes na mitigação da propagação do novo coronavírus, nas pessoas que perderam rendimentos e nos jovens, informou fonte do partido.

 

As propostas foram apresentadas na sexta-feira, pelo presidente da Comissão Política Concelhia do CDS-PP Felgueiras, Miguel Vilas Boas Sampaio, e vice-presidente, Elisabete Teixeira.

Entre as várias propostas defendidas pelos centristas, destaque para a realização de testes em todas as unidades fabris do concelho de Felgueiras com vista a identificar focos da pandemia e assim adotar as medidas necessárias a mitigar os efeitos devastadores da mesma.

O CDS-PP sugere a utilização da receita da derrama para a realização dos testes.

Em relação aos transportes escolares, os centristas sugerem a reivindicação junto do governo central da atribuição excecional duma receita extraordinária, para adaptar os horários escolares necessários e reduzir o número de alunos a transportar, cumprindo-se assim as indicações normativas reguladas pela DGS.

A concessão da isenção temporária da taxa de IMI para proprietários de habitação própria e permanente em situação de desemprego, a redução da taxa de IMI para o valor mínimo legal para os proprietários de habitação própria e permanente que tenham a seu cargo filho com incapacidades físicas, motoras ou psíquicas totais e permanentes e a redução da taxa de IMI para o valor mínimo legal para os proprietários de habitação própria e permanente que tenham a seu cargo o(s) progenitor(s), de forma a evitar a exclusão social, foram ainda medidas propostas.

O CDS-PP apresentou, ainda, várias medidas de apoio ao comércio local e a criação de um contrato “lei do retorno” de bolsa de estudo municipal para apoio dos jovens com dificuldades financeiras para prosseguir estudos quer profissionais quer universitários.

Na reunião, que contou com a presença do vice-presidente, Fernando Fernandes, e do chefe de gabinete do presidente da Câmara de Felgueiras, António Faria, o CDS-PP expressou o sei desagrado “pela forma como o município tem sido tratado pelo Governo no âmbito da pandemia de covid-19”, solicitando ao executivo “uma forte reivindicação junto do Governo afim do Município de Felgueiras ser tratado de forma mais justa conforme os dados divulgados pela DGS”.