Coligação Sim, Acredita! apresentou candidatura com apoio do PS e do Partido Livre

O líder da Coligação Sim, Acredita!, Nuno Fonseca, apresentou a sua candidatura à Câmara de Felgueiras, numa sessão que contou com a presença de Manuel Pizarro, presidente da Federação Distrital do PS Porto, informou fonte do movimento.

Na sessão, Nuno Fonseca apresentou as linhas orientadoras da sua candidatura e assinou o memorando de entendimento com o Partido Socialista.

José Campos foi também apresentado como candidato à presidência da Assembleia Municipal.

A Coligação Sim, Acredita! recebeu, recentemente, o apoio do PS e do Partido Livre na corrida à Câmara de Felgueiras.

Apresentação da Coligação Sim, Acredita 2

“A nossa independência não está em causa, foi um processo difícil, mas que sairá certamente vencedor”, disse o empresário Nuno Fonseca, citado em comunicado.

E acrescentou: “O objetivo comum a todos os envolvidos é colocar Felgueiras nos lugares cimeiros, porque de outra forma não sabemos estar”.

O entendimento deixou Manuel Pizarro “muito feliz”. O presidente da Federação Distrital do Partido Socialista salientou que “a candidatura do Partido Socialista em Felgueiras é com o Nuno Fonseca, basta de estagnação em Felgueiras, de falta de visão e de perspetiva”.

José Campos defendeu que Nuno Fonseca tem todas as condições para concretizar os sonhos que tem para Felgueiras.

“É por acreditar nas suas capacidades e na sua integridade que disse sim a este projeto”, vincou, citado no comunicado da coligação.

José Campos foi comandante dos Bombeiros Voluntários da Lixa durante 38 anos, sendo sempre uma voz ativa em prol da comunidade do concelho de Felgueiras.

 

Urbanismo, ambiente, cultura e equidade como prioridades

Nuno Fonseca não poupou críticas ao estado do concelho de Felgueiras. O primeiro problema apontado prende-se com a questão do urbanismo.

Há, para o candidato, “atrasos incompreensíveis” nos licenciamentos, o que leva a que as empresas saiam do concelho.

“A falta de licenciamento industrial em cerca de 50% das empresas sediadas em Felgueiras pode também levar a um problema social”.

Outra das suas preocupações prende-se com o Parque da Cidade, cuja aquisição da primeira parcela de terreno foi anunciada há dias.

“Tal facto pode levar a especulação imobiliária, ao aumento do valor dos terrenos adjacentes, num claro sinal de falta de sensibilidade em termos de liderança”, lê-se no comunicado.

Apresentação da Coligação Sim, Acredita 3

Nuno Fonseca considerou ainda que “falta uma dinâmica cultural no concelho”.

“É necessário envolver todos os parceiros e instituições locais para que se possa desenvolver a cultura com os nossos e para os nossos. E é necessário ainda envolver a juventude, um pilar fundamental em qualquer concelho e que o Sim, Acredita! colocará em lugares elegíveis na sua candidatura à Assembleia Municipal”.

O candidato quer colocar fim às assimetrias na relação Câmara Municipal / Juntas de Freguesia. “Basta de burocracias quando as tecnologias permitem acelerar e facilitar a articulação entre os felgueirenses, as Juntas de Freguesia e a Câmara Municipal”.

Segundo Nuno Fonseca, “basta de ter funcionários na Câmara Municipal que se sentem desvalorizados, que trabalham sem condições, nomeadamente nas instalações da parte operativa junto ao Estádio Municipal”.

Em comunicado, a coligação revela ainda que é objetivo da candidatura “valorizar os rios, alargar as suas margens, construir passadiços nas suas imediações e ter sempre em atenção a preservação do ambiente”.

“Eventos de dimensão nacional e internacional devem acontecer no concelho, como é o caso do Rali de Portugal, e é um compromisso assumido por Nuno Fonseca realizar o primeiro estudo de impacto ambiental relacionado com o rali”, acrescenta.

Nuno Fonseca salienta que “promete trabalhar e tirar Felgueiras do amorfismo em que se encontra”.

Das 1.500 assinaturas necessárias para legalizar o Sim, Acredita! estão recolhidas, até à data, cerca de 3.400, “num claro sinal de apoio a esta candidatura e da coragem para mudar de que Felgueiras precisa”.