Covid-19: Casos positivos em Felgueiras voltam a aumentar

O número de pessoas infetadas por Covid-19 em felgueiras voltou a aumentar, em 24 horas, com mais dois casos positivos registados, segundo dados divulgados pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

 

De acordo com o boletim da DGS, em Felgueiras, há 26 pessoas infetadas com o novo coronavírus.

O boletim, hoje divulgado pela DGS, adianta que os dados reportam às 00:00 de quinta-feira, atualizados às 11:00 de hoje.

No mesmo documento, a DGS adianta que a informação é reportada pelas administrações regionais de saúde e regiões autónomas.

Felgueiras, a par de Lousada, foi um dos primeiros concelhos a registar casos de infeção por Covid-19 em Portugal, levando ao encerramento, a 09 de março, de todas as escolas do concelho.

Fecharam também ginásios, piscinas e bibliotecas e o futebol ficou suspenso.

A 09 de março, Felgueiras anunciava o cancelamento de eventos culturais, de feiras e o encerramento de serviços municipais.

Quando o país ainda acordava para a nova pandemia, no concelho de Felgueiras já os tribunais tinham a atividade suspensa e o presidente da Câmara Municipal, Nuno Fonseca, em articulação com o congénere de Lousada, procuravam medidas para a melhor resposta ao surto nos concelhos.

Desde 01 de janeiro foram identificados 25.431 casos suspeitos

Desde o dia 01 de janeiro, existem 25.431 casos suspeitos, dos quais 3.995 aguardam resultado laboratorial.

Este boletim regista as primeiras 24 horas da situação epidemiológica em Portugal desde que o país entrou na fase de mitigação, em que, segundo as normas da DGS, qualquer cidadão com sintomas relacionados com a doença será tido como suspeito e testado, mesmo sem ligação a outros casos suspeitos ou confirmados.

Esta é a terceira e a mais grave fase de resposta à doença covid-19 e é ativada quando há transmissão local, em ambiente fechado, e/ou transmissão comunitária.

O boletim epidemiológico indica também que há 17.168 casos em que o resultado dos testes foi negativo e que 43 doentes recuperaram.

Das 4.268 pessoas infetadas pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2), a grande maioria (3.914) está a recuperar em casa, 354 (mais 163) estão internados, 71 (mais 10) dos quais em Unidades de Cuidados Intensivos.

A região Norte continua a registar o maior número de infeções, totalizando 2.443, seguida da região de Lisboa e Vale do Tejo, com 1.110, da região Centro (520), do Algarve (99) e do Alentejo, que hoje apresenta 30 casos.

Há ainda 24 pessoas infetadas com covid-19 nos Açores, 21 na Madeira e 21 casos de cidadãos com residência no estrangeiro.

A DGS regista ainda 19.816 contactos em vigilância pelas autoridades.

A faixa etária mais afetada é a dos 40 aos 49 anos (821), seguida dos 50 aos 59 anos (775), dos 30 aos 39 anos (671) e dos 60 aos 69 anos (613).

Há ainda 49 casos de crianças com idades até aos nove anos, 104 de jovens com idades entre os 10 e os 19 anos e 433 com idades entre os 20 e os 29 anos.

Os dados indicam também que há 415 casos de pessoas com idades entre os 70 e os 79 anos e 383 com mais de 80 anos.