Covid-19: Dois concelhos da região deixam os grupos de risco de contágio

Lusa

Os concelhos de Celorico de Basto e de Lousada deixaram hoje de integrar os quatro níveis de risco de contágio de covid-19 definidos pelo Governo, apresentado menos de 100 novos casos por 100 mil habitantes, segundo dados da Direção-Geral da Saúde (DGS).

 

O concelho de Celorico de Basto registou, nos últimos 14 dias, incidência de 84 novos casos por 100 mil habitantes.

Lousada teve incidência de 88 novos casos por 100 mil habitantes, menos 181 que o relatório de 22 de fevereiro.

A incidência cumulativa de novos casos por 100 mil habitantes baixou em todos os concelhos da região do Tâmega e Sousa, nos últimos 14 dias.

No conjunto da região, há mais sete concelhos que registam menos de 200 novos casos.

Os concelhos de Amarante (incidência de 190 novos casos), Castelo de Paiva (194), Felgueiras (167), Marco de Canaveses (159), Paços de Ferreira (102) Paredes (132) e Penafiel (168) registaram menos de 200 novos casos.

Entre 10 e 23 de fevereiro, o concelho que maior descida registou foi Resende, com menos 838 novos casos em relação ao último relatório da DGS de 22 de fevereiro.

Apesar da descida, o concelho mantém-se no grupo de concelhos com nível de risco de contágio “extremamente elevado”, por apresentar mais de 960 novos casos por 100 mil habitantes.

Baião desceu do nível de risco “muito elevado” para risco “elevado”, com 245 novos casos por 100 mil habitantes.

Cinfães, apesar da descida na incidência, mantem-se no nível de risco “elevado”, por apresentarem entre 240 e 479,9 novos casos por 100 mil habitantes.

 

 

Evolução por concelho aqui:

 

covid tabela - 01 de março