Covid-19: Misericórdia de Felgueiras com dificuldades nos equipamentos de proteção

A Misericórdia de Felgueiras está a cumprir nos seus lares de idosos as regras da Direção-Geral da Saúde na pandemia Covid-19, mas admite haver dificuldades nos equipamentos de proteção individual dos funcionários.

 

Paulo Coelho, da direção da instituição, referiu que faltam luvas e máscaras, materiais que não se consegue arranjar nos mercados. “Não estamos a olhar a preços, mas não tem sido fácil encontrar material”, referiu, em declarações ao EXPRESSO DE FELGUEIRAS.

A instituição apenas tem em funcionamento, atualmente, os seus lares, frequentados por cerca de 60 idosos, e o apoio domiciliário. As visitas estão proibidas e o centro de dia está encerrado, anotou.

Os horários foram ajustados e os colaboradores divididos em duas equipas que cumprem, à vez, períodos de sete dias.

O dirigente disse não haver casos de Covid-19 nos lares, mas lembrou que se um dia essa situação ocorrer os funcionários podem ser insuficientes para as necessidades.

“Estamos preparados psicologicamente para uma situação mais complicada, porque a probabilidade é muito grande”, referiu, recordando que os funcionários são obrigados na sua atividade a entrar e a sair da instituição, elevando o risco de contágio.

O dirigente anotou depois que a situação atual do ponto de vista financeiro “vai ser caótico”, mas anotou que, neste momento, nem se pensa muito nisso.