Covid-19: Nuno Fonseca apela à serenidade e diz que câmara está atenta “para as respostas necessárias” (C/ÁUDIO)

“Deveremos, também, em coerência com a medida do Governo, fechar os estabelecimentos municipais em Idães e cancelar alguns eventos”, referiu o autarca | FOTO: Armindo Mendes

O presidente da Câmara de Felgueiras apelou à população do concelho para que mantenha a “serenidade” e a “tranquilidade”, pedindo a todos que sigam as orientações da Direção Geral de Saúde (DGS), na situação do Covid-19.

 

“A população tem de continuar a fazer a sua vida normal, mas estamos atentos para dar as respostas necessárias”, afirmou, em declarações aos jornalistas.

 

 

Em conferência de imprensa, Nuno Fonseca referiu esta noite que a autarquia tem estado em contacto permanente “com a senhora ministra” da Saúde e com a Direção Geral de Saúde (DGS).

“Estamos a acompanhar e a trabalhar todos os dias neste caso”, anotou.

Atualmente, segundo a autarquia, há no concelho 11 casos confirmados de infeção pelo Covid-19, todos na zona de Idães, quatro à espera de serem conhecidos os resultados das análises e 120 pessoas em isolamento.

CÂMARA ENCERRA BIBLIOTECA E PISCINA EM IDÃES E CANCELA EVENTOS

A Câmara anunciou, entretanto, o encerramento dos equipamentos municipais de Idães, zona com casos confirmados de infeção por Covid-19, incluindo biblioteca e piscina, como medida adicional à suspensão de atividade na EB 2,3 da localidade, já anunciada pelo Governo.

“Deveremos, também, em coerência com a medida do Governo, fechar os estabelecimentos municipais em Idães e cancelar alguns eventos”, referiu.

Nuno Fonseca explicou que a decisão foi tomada após ter convocado uma reunião do Conselho Municipal de Segurança e Proteção Civil, que se reuniu, no sábado à noite, para analisar a situação.

O encerramento dos equipamentos municipais manter-se-á por tempo indeterminando, dependendo a sua reabertura da evolução da situação, explicou.

Nuno Fonseca sublinhou que “a população tem de continuar a fazer a sua vida normal”, reafirmando que a câmara está atenta “para dar as respostas necessárias”.

Quando houver sintomas que possam induzir uma potencial contaminação por Convid-19, indicou ainda o presidente, as pessoas devem contactar a Linha Saúde 24 e evitar recorrer aos hospitais ou bombeiros.