Covid-19: Vice-presidente do Lixa diz que não há condições para acabar campeonatos [C/ÁUDIO]

O vice-presidente do Futebol Clube da Lixa considera que não há condições para serem retomadas, esta época, as provas da Associação de Futebol do Porto (AFP).

 

No meio de tanta incerteza, devido à pandemia da Covid-19, Albino Lopes diz que “ninguém de bom senso” espera que seja possível reatar as provas da AFP esta temporada. O dirigente prevê mesmo que as competições só deverão regressar “no próximo ano”.

O líder do emblema do concelho de Felgueiras não entrevê “outra solução” que não seja a suspensão definitiva dos campeonatos, sem subidas e descidas de divisão, “deixando tudo como está” para a nova época.

 

 

“A minha opinião seria ano zero. Este campeonato não valeu. Se, eventualmente, alguns clubes apelaram que fizeram grandes investimentos para subir de divisão, e tiverem que subir de divisão, que arranjem uma fórmula de beneficiar, sobretudo, quem jogou para ganhar e quem mais gastou, de uma forma consensual”, diz.

Albino Lopes coloca outra hipótese que seria fechar os campeonatos “com as classificações atuais, o que também teria alguma justiça”, sustenta.

A solução de empurrar a época para a frente, com realização de jogos entre finais de junho e meados de julho, como recentemente sugeriu o presidente da AFP, Lourenço Pinto, será quase impossível de colocar em prática porque “o mundo vai entrar em coma profundo e não será em três ou quatro meses que a situação estará completamente debelada”.

 

 

“Não vale a pena tentar branquear a situação. Isto nunca aconteceu. No futebol este terá de ser um ano zero, tal como será, por exemplo, na educação”, refere.

Albino Lopes garante que a sua avaliação não está condicionada pelo facto do FC Lixa se encontrar, nesta altura, nos “lugares mais baixos da tabela classificativa”, envolvido na luta pela permanência na Divisão de Elite.

 

 

O FC Lixa é o primeiro clube colocado acima da zona de despromoção, com 22 pontos, três de vantagem para o vizinho Barrosas, que tem menos um jogo. Faltam cinco jornadas para encerrar a principal prova da AF Porto.