Covid-19: PSD repudia “omissão” de caso positivo presente na Assembleia Municipal

O PSD de Felgueiras repudiou, em comunicado, “a omissão” de informação de um caso de infeção por Covid-19 de uma pessoa que esteve presente na sessão da Assembleia Municipal, a 28 de fevereiro.

 

No comunicado, os sociais-democratas dizem que “tiveram conhecimento que Sílvia Cunha, que participou naquela sessão, estava infetava a 28 de fevereiro, através de uma reportagem no programa “Sexta às 9”, transmitido na sexta-feira.

“Ao revermos toda a reportagem, confirma-se a sua infeção a 28 de fevereiro, data da realização da última Sessão da Assembleia Municipal de Felgueiras, onde esteve presente, em espaço reservado ao público, no Auditório da Câmara Municipal de Felgueiras”, lê-se no comunicado.

O PSD “repudia toda a omissão desta informação aos participantes naquela reunião, nomeadamente eleitos, membros da comunicação social, funcionários da autarquia e público”, acrescenta.

Os sociais-democratas apelam, ainda, “à união, serenidade, confiança e à responsabilização de comportamentos sociais”.

O PSD defende que “todos os presentes na sessão deveriam ter sido informados e refere que teve conhecimento de que “alguns elementos dos gabinetes políticos da Câmara Municipal entraram em momento de quarentena e salvaguarda profilática nas suas habitações.

“Não houve a gentileza de um simples contacto municipal aos outros participantes na Assembleia Municipal, que só na sexta-feira tiveram conhecimento deste caso através da televisão pública”, referem.

A preocupação do PSD de Felgueiras foi manifestada ao presidente da Assembleia Municipal, José Campos, e foram feitos apelos a diversas entidades do país para a realização de procedimentos de despistagem do Covid-19 a todos os participantes da referida sessão.

O PSD revela, ainda, que “irá, eventualmente, comunicar ao Ministério Público a omissão de informação “contagiante”.