Deputada do PCP alerta para falta de pessoal nos hospitais de Penafiel e Amarante

A deputada do PCP Diana Ferreira alertou hoje, em Penafiel, para a necessidade de reforço dos quadros de anestesistas e enfermeiros no Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa, prometendo que levará o assunto ao Governo.

“Há dificuldades e carências, que são transversais a todo o país, que residem muito na carência dos profissionais na área da saúde”, afirmou.

Falando aos jornalistas após ter visitado hoje as unidades de Penafiel e Amarante daquele centro hospitalar, a parlamentar comunista eleita pelo círculo eleitoral do Porto defendeu que a contração de mais profissionais, naquelas áreas, poderá melhorar a qualidades dos serviços de saúde prestados à população.

Diana Ferreira salientou que, apesar das dificuldades identificadas, “são unidades recentes do ponto de vista do edificado, com uma boa resposta nos atendimentos aos utentes”.

“A ideia que dá quando saímos daqui é que há uma dedicação muito grande dos profissionais de saúde destes hospitais para dar resposta às necessidades da população”, comentou.

Em relação aos médicos anestesistas, a deputada foi informada pela administração do hospital que foi recentemente aberto concurso para a contratação de três profissionais, algo que, disse aos jornalistas, é ainda insuficiente para as necessidades do centro hospitalar.

“É um passo, mas não resolve o problema no concreto”, assinalou.

Sobre os enfermeiros, a deputada recordou que se for alargado a todos os profissionais o horário das 35 horas semanais, nomeadamente aos que atualmente ainda estão a trabalhar 40 horas, ao abrigo dos contratos individuais de trabalho, será necessário reforçar os recursos humanos.

Aquele centro hospital conta atualmente com cerca 550 enfermeiros, metade dos quais com contrato individual de trabalho, de acordo com número disponibilizados hoje pela administração.

A administração também comunicou ao PCP algumas carências ao nível do pessoal auxiliar.

Na visita que efetuou aos dois hospitais, a deputada foi acompanhada pela sua colega de bancada parlamentar Ana Virgínia Pereira, por Gonçalo Oliveira, do Comité Central do PCP, e por Armando Amorim, da Organização Regional do Porto do PCP.

Diana Ferreira assinalou também a necessidade de se promover melhores acessibilidades ao hospital de Penafiel, enquanto aludia à questão do IC35.

A parlamentar comunista prometeu questionar o Governo sobre a matéria, nomeadamente a importância de ser cumprida uma recomendação parlamentar, aprovada nesta legislatura, por iniciativa do PCP, que prioriza a construção daquela infraestrutura rodoviária reclamada pela região há décadas.

Assinalou também a importância de ser criada uma rede de transportes públicos que assegure melhores ligações aos dois hospitais, sobretudo para os cidadãos mais carenciados que residem no interior do distrito do Porto.

“As populações têm dificuldade de mobilidade, porque não há transportes públicos para as servir”, concluiu.

 

APM // MSP

Lusa/fim