Diretor da Secundária de Felgueiras assume candidatura independente à Câmara

O diretor da Escola Secundária de Felgueiras, Pedro Araújo, vai candidatar-se como independente, em 2017, à presidência da Câmara de Felgueiras, admitindo à Lusa que o seu movimento se inspira na candidatura de Rui Moreira ao Município do Porto.

“É um bom exemplo que pode ser replicado em Felgueiras, com as devidas alterações”, comentou o docente, explicando o Movimento Independente de Cidadãos (MIC), que lidera, foi constituído no rescaldo da vitória de Rui Moreira, no Porto.

Pedro Araújo reclama-se “completamente independente” de todos os partidos e afirma que tem a acompanhá-lo nesta candidatura personalidades de vários quadrantes políticos, nomeadamente do PS, PSD, BE e CDS, que têm em comum estarem descontentes com a atual gestão camarária do PSD e “uma vontade de mudança para o concelho”.

“Se hoje fosse chamado a assumir a presidência da Câmara, teria todas as condições para o fazer”, comentou, a propósito de o seu grupo de trabalho já ter “ideias bem sustentadas” do que pretende para Felgueiras.

“Temos ideias, com um projeto devidamente estruturado, coerente e completo, e temos pessoas muito qualificadas, de todas as áreas, preparadas para o desafio”, acrescentou.

Pedro Araújo, de 44 anos, é natural da Póvoa de Lanhoso, mas reside há alguns anos em Lousada. O docente dirige a ESF há quase 15 anos e já assumiu que, face à sua candidatura, vai mudar a residência para Felgueiras.

O candidato critica a atual gestão, que acusa de “não ter estratégia” para o concelho e de se limitar a ter uma gestão casuística da autarquia.

“Foram oito anos desperdiçados”, exclamou.

Afirmou também que Felgueiras, por ser o concelho mais industrializado da região, devia estar na liderança a outros níveis. Contudo, defendeu, isso não acontece e observa-se que o concelho tem sido ultrapassado em vários domínios por concelhos vizinhos, apontando o exemplo de Fafe e Lousada.

“Queremos pôr Felgueiras à frente de todos”, comentou.

O diretor da Escola Secundária de Felgueiras, Pedro Araújo, vai candidatar-se como independente à presidência da Câmara de Felgueiras | FOTO: ARMINDO MENDES
O diretor da Escola Secundária de Felgueiras, Pedro Araújo, vai candidatar-se como independente à presidência da Câmara de Felgueiras | FOTO: ARMINDO MENDES

Ao longo do último ano, explicou ainda, o grupo de pessoas que está a trabalhar no MIC, preparou um conjunto de propostas, repartido por oito áreas de atuação, que decorreu de um processo de auscultação da sociedade civil. Para todas as áreas, anotou, “o MIC tem ideias claras” no contexto de um “bom projeto de desenvolvimento para Felgueiras”.

Pedro Araújo disse que o grupo está a recolher “muita simpatia e muito apoio das pessoas” com as quais tem contactado, o que atribuiu ao mérito das propostas que têm sido apresentadas e ao “forte descontentamento” que se observa no concelho face à atual gestão liderada por Inácio Ribeiro.

O candidato diz estar disponível para liderar uma candidatura que até pode contar com o apoio dos partidos do concelho, no âmbito de uma coligação, exceto o PSD, desde que essas forças se identifiquem, no essencial, com o projeto e as propostas estruturantes do MIC.

“Estamos disponíveis para falar com as outras forças e estão em cima da mesa todas as possibilidades”, observou, acrescentando: “A nossa estratégia é ser fator de agregação das pessoas que querem mudar Felgueiras para muito melhor”.

Apesar da abertura revelada, o candidato disse que a candidatura independente avançará, com ou sem o apoio dos partidos políticos do concelho.

Armindo Mendes