Doceira de Felgueiras criou bolo “Dom Marcelo” dedicado ao Presidente

Uma doceira de Felgueiras criou um bolo chamado “Dom Marcelo”, com as cores da Bandeira Nacional e ingredientes de todos os distritos e ilhas, inspirado no Presidente da República e na sua ligação a Celorico de Basto.

“Neste doce único está representado todo um país, toda uma nação”, contou a empreendedora Cristina Pinto.

A doceira, de 46 anos, desempregada há dois, conta que o bolo tem 22 ingredientes, de todas as regiões, a maneira que encontrou para homenagear Portugal e o mais alto magistrado da nação.

Cristina sempre gostou de fazer bolos, granjeando sucesso entre familiares e amigos. A ideia do “Dom Marcelo” surgiu quando, a convite de uma irmã, participou numa feira em Celorico de Basto, localidade minhota onde Marcelo Rebelo de Sousa tem raízes familiares.

Ao observar o carinho e a admiração que as gentes daquela terra têm pelo seu conterrâneo e atual chefe do Estado, sentimentos que julga ser comuns à maioria dos portugueses, Cristina Pinto lembrou-se de imaginar um doce que homenageasse Portugal, o Presidente e as suas origens.

Por isso, frisou, o bolo tem a forma de uma camélia, a flor que simboliza Celorico de Basto, onde existem dezenas de jardins, alguns centenários, com imponentes cameleiras.

Durante cerca de dois meses, a doceira estudou os ingredientes culinários que podia usar com a preocupação de traduzirem cada pedaço do nosso país, incluindo as regiões autónomas.

Depois de acabado e dado a provar a algumas pessoas, que logo aprovaram e pediram mais, partiu-se então para a promoção nas feiras, no “passa a palavra” e nas redes sociais. O sucesso foi imediato e as encomendas não param de chegar, de todo o país.

Para esta semana, anda atarefada com uma encomenda de 100 exemplares. Na semana anterior tinham sido 200.

Hoje, regozija-se, o desemprego já não é problema, porque o gosto pela doçaria transformou-se num negócio.

“Sou vista como uma empreendedora e não vou perder a oportunidade de comercializar este produto se tiver condições e apoio para isso”, comentou.

dom-marcelo

Da receita do “Dom Marcelo” não quis falar, por ser “segredo muito bem guardado”. Mas, olhado o bolo, logo se começa a salivar, quando se constata as formas de camélia e o colorido patriótico conferido pela fruta: O vermelho plasmado pelo morango e o verde pelo Kiwi, implantados numa base coberta de ovo brilhante que se adivinha sublime ao palato.

A empreendedora diz aguardar um convite do Presidente da República para uma audiência privada para lhe dar a provar, com todo o afeto, o bolo inspirado no Chefe do Estado.

 

APM // MSP

Lusa/fim