Empresa Ambisousa bateu recorde de recolha seletiva de resíduos em 2020

A empresa intermunicipal Ambisousa informou hoje ter alcançado em 2020 as 12.291 toneladas de resíduos processados com recolha seletiva, o valor mais elevado de sempre, representando um aumento de 20% face a 2019.

 

Analisando os três principais fluxos de material enviado para retoma através das entidades gestoras de resíduos de embalagens, face ao ano anterior, constatam-se aumentos em todos estes fluxos, nomeadamente 12% para o vidro, 16% para o papel e 50% para os plásticos, acrescenta a empresa num comunicado.

“Esta melhoria deve-se a uma maior consciência ambiental da população, aliada a um investimento em novos ecopontos, viaturas e a campanhas de sensibilização para a correta separação que a Ambisousa têm vindo a desenvolver”, acrescenta-se.

A Ambisousa – Empresa Intermunicipal de Tratamento e Gestão de Resíduos Sólidos trata os Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) da população do Vale do Sousa (Felgueiras, Lousada, Paços de Ferreira, Paredes, Penafiel e Castelo de Paiva).

A empresa explora os dois aterros sanitários (Lustosa e Rio Mau), para onde são encaminhados os resíduos sólidos urbanos produzidos e envia para reciclagem, através da Sociedade Ponto Verde, após triagem realizada em duas unidades, o resultado da recolha seletiva de toda a população.

No comunicado de hoje, a Ambisousa assinala que “apesar dos excelentes resultados alcançados” em 2020, tem a perceção que “o esforço em prestar um serviço cada vez melhor à população deverá manter-se”.